Dona Ivone Lara, a Rainha do Samba, morre aos 97 anos no Rio

Ícone do estilo estava internada desde a última sexta-feira (13)

Dona Ivone Lara
Foto por Natalia Bezerra / Wikimedia Commons
 

Morreu na noite da última segunda-feira (16), a icônica Dona Ivone Lara, chamada de A Rainha do Samba.

A cantora brasileira, considerada um dos nomes mais importantes da história do gênero, estava internada em um hospital do Rio de Janeiro desde a sexta-feira (13), data do seu aniversário, e faleceu por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória.

Nascida em 1921 no Rio de Janeiro, Dona Ivone Lara perdeu os pais muito cedo e foi criada pelos tios, quando aprendeu a tocar cavaquinho e se apaixonou pelo samba.

Formada em Enfermagem, trabalhou como assistente social até 1977, ano em que passou a se dedicar exclusivamente à música.

Chamada de Rainha do Samba e Grande Dama do Samba, ela foi a primeira mulher a compor o samba-enredo de uma escola quando o fez em 1965 com “Cinco Bailes da História do Rio”, da Império Serrano.

Músicas como “Sonho Meu” e “Alguém Me Avisou” estão entre as suas composições mais famosas, e definitivamente o samba não seria o mesmo sem a influência de Dona Ivone Lara.

Que descanse em paz.

 
FonteG1
Compartilhar

Comentários