Milos Forman, diretor vencedor do Oscar, morre aos 86 anos

Aclamado diretor trabalhou em Um Estranho No Ninho e Amadeus

Diretor Milos Forman no DGA em 2003
Foto de Miles Forman via Shutterstock
 

Milos Forman, diretor cultuado responsável por filmes como Um Estranho no Ninho, faleceu aos 86 anos de idade.

Quem confirmou a notícia para o site The Hollywood Reporter foi o seu empresário, Dennis Aspland, e a sua esposa, Martina, disse que ele nos deixou na última sexta-feira (13) após uma “rápida doença”.

O diretor nascido na República Tcheca estava internado em um hospital perto de sua casa em Warren, Connecticut, nos Estados Unidos e não resistiu.

Milos Forman

Vencedor do Oscar duas vezes, Milos Forman levou o prêmio de Melhor Diretor na noite mais importante do cinema pelos clássicos Um Estranho No Ninho, lançado em 1975 com uma atuação impecável de Jack Nicholson, e Amadeus, de 1984, que fala sobre a vida do lendário Mozart.

Ele também foi indicado ao prêmio de Melhor Diretor por O Povo Contra Larry Flint, de 1996, que fala sobre a história de Larry Flint, editor de conteúdo pornográfico conhecido pela revista Hustler que acabou se tornando um nome importante na questão da liberdade de expressão nos Estados Unidos.

Com o filme que tem nomes como Woody Harrelson e Courtney Love, Milos não levou o prêmio.

Já com Um Estranho no Ninho, Forman conseguiu um feito e tanto: o filme foi o segundo na história a conquistar os cinco principais prêmios da Academia, responsável pelo Oscar, com Melhor Filme, Melhor Ator Principal, Melhor Atriz Principal, Melhor Diretor e Melhor Roteiro. Esse feito só seria conquistado novamente em 1991 por O Silêncio dos Inocentes.

O último filme em que Milos Forman participou como ator foi Bem Amadas, de Christophe Honoré, lançado em 2011.

Como diretor, seu último trabalho foi Sombras de Goya, lançado em 2006 com Javier Bardem e Natalie Portman.

Que descanse em paz.

Comentários