Essa teoria culpa um dos Jonas Brothers pela eleição de Donald Trump

Kevin Jonas e Donald Trump
Foto de Kevin Jonas via Shutterstock
 

Se você é daqueles que não conseguem entender como os Estados Unidos elegeram Donald Trump como presidente do país, se segura que lá vem uma boa história.

Mike Ryan, editor do site Uproxx, publicou ontem um artigo onde fala sobre toda uma ideia de que Kevin Jonas, um dos integrantes da boy band Jonas Brothers, seria o culpado pela eleição do cara, e explicou.

Na décima quarta temporada da série O Aprendiz, apresentada por Donald Trump com participantes que eram celebridades, Kevin Jonas foi um dos nomes que esteve por lá para enfrentar a ira do então empresário e o jovem teve uma participação bastante curiosa.

O canal que transmitia a série, NBC, estava preocupado porque a audiência do programa já não era mais lá essas coisas, e via com bons olhos a participação de Kevin Jonas já que ele trazia pessoas novas para assistirem à atração e fazia com que ela fosse divulgada em massa por conta do engajamento dos seguidores do Jonas Brothers.

A audiência do episódio de estreia daquela temporada foi mais alta do que o esperado, e tudo parecia caminhar para um sucesso que nem o canal esperava.

No segundo episódio da série, Kevin Jonas foi definido como Gerente de Projeto e seu time acabou perdendo a prova em que participava, muito em função de Lorenzo Lamas, ator que cometeu uma série de erros e foi visto pela grande maioria como o culpado pela derrota.

Na hora de definir quem iria para a sala de Donald Trump, que demitiria um dos nomes, Kevin Jonas surpreendeu todo mundo e não escolheu Lamas, chamando Geraldo Rivera (que ele via como um forte competidor para vencer o programa) e Ian Ziering, que seria um nome neutro.

Na cabeça de Jonas, Trump saberia que não poderia demiti-lo porque ele estava revitalizando a série e dando audiência para o canal, não se importaria com Ziering e demitiria Geraldo Rivera, tirando do programa alguém que poderia disputar com Kevin mais pra frente.

Acontece, amigos, que como todos nós sabemos, a cabeça de Donald Trump não funciona seguindo a lógica, e ele ficou enfurecido pelo fato de Kevin Jonas não ter levado o suposto responsável pela derrota da equipe à sala da demissão, dizendo que o cantor tentou “passar por cima dele”, e que “ninguém faz isso”.

O que aconteceu é que Kevin foi demitido no segundo episódio de O Aprendiz, série que o próprio vinha levantando com sua base de seguidores jovens, e ficou bem claro que a única regra que funciona com Trump é que você não deve irritá-lo, o que acabou acontecendo.

Segundo o autor da teoria, se Kevin Jonas tivesse levado o verdadeiro responsável pelo fracasso do seu time à sala e ele tivesse sido demitido, continuaria na série, ela teria uma boa audiência e a NBC ofereceria uma boa renovação para Donald Trump para que ele continuasse liderando o barco, o que foi por água abaixo quando Jonas foi demitido e a série voltou a sofrer com os velhos problemas.

Vale lembrar que isso foi no início de 2015 e Donald Trump foi eleito em 2016, então faz muito sentido que se ele tivesse renovado seu contrato com a NBC, não teria saído como candidato à presidência do país.

Se Kevin Jonas foi o responsável pela eleição de Donald Trump a gente não sabe, mas que seu irmão Nick Jonas é dono de um dos piores solos de guitarra de todos os tempos, isso é um fato.

Arnold Schwarzenegger

Vale lembrar que após a saída de Trump do programa, quem assumiu a sua apresentação foi o ator e político Arnold Schwarzenegger, desafeto do presidente.

Como costuma fazer, Trump chegou a ironizar os resultados de audiência de Arnold, mas “se esqueceu” de que os números já vinham caindo há um bom tempo, enquanto ele ainda era o apresentador.

Comentários