Galega
 

Karine Carvalho é uma artista multi-tarefas.

Atriz com papeis no teatro, em novelas e filmes, ela também se mostrou cantora com o projeto 3naMassa, e agora mostra a face de compositora com o disco de estreia Galega Hits, onde assina com o nome de Galega.

No álbum, Galega assinou as dez faixas ou por conta própria ou em parcerias como com o parceiro Leo Moretti ou, em “Tanto Faz”, com Fab Moretti (The Strokes, Little Joy).

O disco tem produção de Gabriel Bubu, Eduardo Manso e Estevão Casé, e mostra justamente como Karine levou o lado de atriz para a música, navegando entre a ficção e a vida real através das músicas que têm uma sonoridade cheia de influências dos anos 80 e 90 e artistas como Duran Duran e Depeche Mode.

Uma das músicas desse disco é “Mundo Kaos”, que ganhou um videoclipe gravado no Rio de Janeiro que mostra como mesmo imerso em um caos político e social, à beira da desordem, a cidade ainda festejou o Carnaval e reinventou a festa, apesar de ter um prefeito que a abomina.

Segundo a própria, a ideia era mostrar locais da cidade em seu novo vídeo:

O diretor Orlando Ávila optou por uma estética do Kaos, de alegorias, de lugares como o Centro do Rio de Janeiro, com muita gente andando com pressa, no meio das ruas do Saara, no caos do trânsito, pra representar a cidade nos sufocando, paralelo que ele faz com a água, quando canto submersa, sem conseguir respirar. Em ambos os cenários há resistência, porque há festa, movimento, e mesmo sufocada, ainda estou cantando.

Entre os cenários, há o barracão da Escola de Samba Renascer de Jacarepaguá, que parece um cemitério de carros alegóricos, por conta do incêndio que sofreram.

Estava tudo queimado e destruído quando fomos filmar lá. O cenário de destruição e caos era tão forte que a gente se contaminava pela atmosfera, nem precisava atuar que estava em meio ao caos porque de fato estávamos. E isso se deu, de alguma forma, por toda a cidade. Estamos de fato imersos nele.

Você pode assistir ao clipe da Galega para “Mundo Kaos” logo abaixo.