Brasil, Fleetwood Mac e cuecas: conversamos com 2-D, vocalista do Gorillaz

A banda toca pela primeira vez no Brasil nessa sexta-feira

2-D e Noodle, do Gorillaz
 

Quando conversei pela primeira vez com 2D, o Gorillaz havia acabado de voltar de um longo hiato com Humanz, seu quinto álbum de estúdio.

Na época, o cantor entrou em detalhes sobre todos os problemas que enfrentou nesse meio tempo — ser engolido por uma baleia, naufragar em uma praia deserta e até mesmo “armadilhas de boas vindas” produzidas por colegas de banda.

Agora, o grupo está na estrada há quase um ano e está se preparando para vir ao Brasil pela primeira vez nessa sexta-feira, com um show marcado no Jockey Club.

Porém, essa não é a única novidade da banda.

Ao longo das últimas semanas, o grupo vem tocando novas canções ao vivo e já deu indícios de que poderá lançar um novo álbum ainda esse ano.

Pensando nisso tudo, conversamos mais uma vez com o frontman fictício da banda à procura de mais informações e para avaliar suas expectativas sobre finalmente conhecer o nosso país.

TMDQA!: Já se passou um ano desde que Humanz foi lançado! Qual foi a melhor parte de estar por aí fazendo shows novamente?

2D: Eu gosto muito de voar. Planar pelas nuvens como um pássaro, deixando todas as suas preocupações e deveres lá embaixo. E a melhor parte é que o Murdoc não pode fazer nada de ruim comigo quando estamos voando, porque ele geralmente está na primeira classe — e eu estou dentro de uma mala.

TMDQA!: Quando conversamos pela última vez, você mencionou que o Murdoc havia deixado uma série de “armadilhas de boas vindas” para você quando vocês se reuniram. Ele chegou a fazer algo parecido ao longo da turnê?

2D: Durante a turnê ele tenta evitar fazer qualquer coisa que possa me causar dano físico, uma vez que isso poderia resultar em algum show cancelado ou eu cantando pelo Skype diretamente da ala de pessoas fraturadas, como eu fiz em Vancouver. Ao invés disso, ele prefere pregar outros tipos de peças, como na vez em que eu transferi todas as minhas economias para o príncipe da Nigéria — que na verdade era o Murdoc. Talvez eu devesse ter imaginado isso, uma vez que eles usavam o mesmo endereço de e-mail.

TMDQA!: Um dos aspectos mais interessantes do Humanz é como o disco parece ser uma grande festa — cheio de convidados especiais. Como foi gravá-lo, e o que você pretendia conquistar com esse novo material? Você acha que esse é o melhor álbum que o Gorillaz já fez?

2D: É muito difícil escolher um favorito. Eu tenho o mesmo problema ao escolher recheios de pizza, é por isso que eu sempre peço só a massa, sem mais nada. Desse jeito, eu não consigo ficar desapontado em ter feito a escolha errada.

TMDQA!: Depois do álbum ter sido lançado, alguns fãs reclamaram que você estava um pouco “ausente” das músicas — e um tempo depois vocês lançaram “Sleeping Powder” em resposta. Você pretende ficar mais ativo no futuro ou essa é uma evolução natural para o Gorillaz?

2D: Sim, eu espero estar mais ativo no futuro, ‘se liga nesse espaço’. Pera, não tinha um espaço ali. Se liga nesse espaço ->                                  . Pra ser sincero, eu nunca entendi essa expressão.

[Nota da tradução: em inglês, 2D usou a expressão “Watch this space”, cujo significado seria algo similar a “algo deverá acontecer no futuro e maiores informações virão em breve”]

TMDQA!: Por falar em novas músicas, existem alguns rumores de que um novo álbum do Gorillaz seria lançado em breve. É verdade?

2D: Desculpa, eu não acho que tenho permissão de falar sobre rumores sobre álbuns. A não ser que estejamos falando sobre o Rumours, álbum do Fleetwood Mac — nesse caso, eu diria que é brilhante e atemporal.

TMDQA!: Concordo! Você já esteve no Brasil? O que você acha do país?

2D: Sim. Ah não, calma, eu estava confundindo com a Groenlândia. Os dois são meio similares em termos de tamanho e clima. Mas eu já vi o filme ‘Brazil’, do Terry Gilliam. Eu amo ele, é assustador, esquisito e também um pouco confuso, assim como a gaveta de cuecas do Murdoc.

TMDQA!: É a sua primeira vez tocando aqui. O que você espera do show em São Paulo?

2D: Eu sempre fico um pouco nervoso quando vou pela primeira vez em algum lugar. Será que as pessoas vão gostar de mim? Será que a comida vai descer bem? Se não, será que os banheiros vão ter trancas? Porque me incomoda um pouco quando as pessoas me pedem selfies quando eu estou no banheiro.

TMDQA!: O nosso site tem um nome meio grande, mas o significado dele é “eu tenho mais discos que amigos” em inglês. Você tem mais discos que amigos?

2D: Isso depende. Você é meu amigo? Se sim, pelo meu cálculo mais recente deu empate. Obrigado!

 

Você pode encontrar ingressos para o show do Gorillaz em São Paulo clicando aqui.

Compartilhar

Comentários