Foto de Brandon Flowers via Shutterstock
 

Há alguns meses o líder do Queens Of The Stone Age, Josh Homme, foi duramente criticado por conta de um show da banda em Los Angeles.

Por lá, ele acabou chutando o rosto de uma fotógrafa que estava trabalhando em seu show, e após negar que tivesse feito isso de propósito em um primeiro momento, acabou pedindo desculpas depois que imagens mostrando sua intenção vieram à tona.

Dias depois, Brandon Flowers, o vocalista do The Killers, aproveitou um show da banda para chamar um fotógrafo ao palco, abraçá-lo e dizer que ele poderia “se sentir seguro” por ali, já que era bem-vindo.

Pouco tempo após o gesto, porém, muitos fotógrafos do mundo todo passaram a apontar o fato de que o The Killers não permite que profissionais sejam credenciados em seus shows para registrar seus cliques, dizendo que a atitude foi pura hipocrisia e/ou uma tentativa de “fazer moral” com a plateia.

A gente falou por aqui como no último Lollapalooza Brasil em que a banda tocou, em 2013, não foram permitidas fotos profissionais e isso se repetiu no último fim de semana, em 2018, quando nenhum fotógrafo foi permitido de estar no pit durante o show do grupo para tirar fotos do The Killers.

Aparentemente nem a organização do evento teve acesso permitido, já que as fotos não foram divulgadas entre as de todas as outras bandas do Lolla, e a proibição por parte da banda de Flowers foi geral, atingindo todos os profissionais que estavam por lá durante o final de semana no festival.

Que coisa, não?

 
Compartilhar