Steven Adler: rejeição do Guns N’ Roses era “desculpa perfeita” para voltar às drogas

O músico entrou em detalhes sobre sua luta contra o vício em uma nova entrevista

Steven Adler
 

Steven Adler tem um passado conturbado em relação ao vício em drogas.

Após lançar um dos maiores álbuns da história do rock ao lado do Guns N’ Roses, o baterista enfrentou sérios problemas com o uso de substâncias e acabou sendo expulso do grupo nos anos 90.

Desde então, o músico diz ter conseguido superar os problemas e hoje em dia está sóbrio. Adler chegou a ser cotado para tocar com o Guns na turnê de “reunião” da formação clássica, mas teria sido descartado após ter um problema de saúde que prejudicava sua habilidade de tocar bateria.

Em uma nova entrevista para o The Johnny Dare Morning Show, o músico comentou que sua nova expulsão era a “desculpa perfeita” para voltar a usar drogas, mas que conseguiu manter distância de seu antigo vício.

Todo esse lance do GN’R, acredite em mim — em 2016 e 2017, o fato de eles não terem chamado eu e o Izzy seria a desculpa perfeita para me soltar e voltar a beber e me drogar. Eu fiz isso da última vez — a última vez que eles me descartaram — porque eu estava de coração partido. Agora eu estou mais forte; eu pratico os quatro acordos; e eu consegui superar isso. Agora, eu pretendo voltar a tocar.

Adler está se referindo à volta de um de seus projetos paralelos, o Adler’s Appetite. A banda irá se reunir para fazer uma série de shows comemorando os 30 anos do disco Appetite For Destruction, a obra-prima do Guns N’ Roses.

Você pode conferir o resto da entrevista do músico clicando aqui.

Recentemente, em uma declaração das mais sinceras e pesadas, ele falou sobre como quase morreu no auge do seu abuso de drogas.

 
Compartilhar

Comentários