D'arcy Wretzky e Billy Corgan
Foto: Reprodução/YouTube
 
Ouça o novo single da Majur!

As últimas semanas estão bem corridas para os fãs do Smashing Pumpkins.

Em meio aos rumores da reunião da formação clássica do grupo, uma polêmica surgiu ao descobrir-se que a baixista D’arcy Wretzky não se juntaria a Billy Corgan, James Iha e Jimmy Chamberlin para os futuros shows do grupo.

Em seguida, as coisas começaram a ficar feias após Wretzky disparar uma série de críticas a Corgan, chegando a compartilhar uma troca de mensagens de texto enviadas por celular entre ela e o músico.

Por sua vez, o líder da banda esteve tentando minimizar o problema sem um grande alarde, mas ao que tudo indica, o assunto não irá desaparecer tão cedo.

Em uma nova entrevista com DJ Mancow, seu amigo de longa data, Corgan foi questionado sobre a situação desagradável:

Nós somos amigos de longa data e eu sei o quão animado você estava para se reconectar com um velho amigo como James [Iha], reconectar com uma velha amiga como D’arcy. Eu sei que você banca o durão, você é o líder do grupo e o líder nem sempre pode demonstrar emoção, mas de um ponto de vista de amizade, você está triste sobre como tudo isso se desenrolou?

Em sua resposta, Corgan foi diplomático e preferiu não responder à pergunta: “Pra ser sincero, eu não quero falar sobre isso”, comentou. Após Mancow insistir, o músico completou:

Eu acho que a dificuldade é que o mundo funciona de uma forma particular ultimamente, é como luta livre. Existe hora e lugar para tudo, e agora simplesmente não é a hora.

Recentemente, o Smashing Pumpkins anunciou uma enorme turnê de reunião e, essa semana, Corgan compartilhou alguns detalhes sobre o próximo álbum do grupo — o primeiro com Iha e Chamberlin desde Machina, de 2000.