Billy Corgan se recusa a falar sobre polêmica com D’arcy Wretzky em entrevista

"Existe hora e lugar para tudo, e agora simplesmente não é a hora"

D'arcy Wretzky e Billy Corgan
Foto: Reprodução/YouTube
 

As últimas semanas estão bem corridas para os fãs do Smashing Pumpkins.

Em meio aos rumores da reunião da formação clássica do grupo, uma polêmica surgiu ao descobrir-se que a baixista D’arcy Wretzky não se juntaria a Billy Corgan, James Iha e Jimmy Chamberlin para os futuros shows do grupo.

Em seguida, as coisas começaram a ficar feias após Wretzky disparar uma série de críticas a Corgan, chegando a compartilhar uma troca de mensagens de texto enviadas por celular entre ela e o músico.

Por sua vez, o líder da banda esteve tentando minimizar o problema sem um grande alarde, mas ao que tudo indica, o assunto não irá desaparecer tão cedo.

Em uma nova entrevista com DJ Mancow, seu amigo de longa data, Corgan foi questionado sobre a situação desagradável:

Nós somos amigos de longa data e eu sei o quão animado você estava para se reconectar com um velho amigo como James [Iha], reconectar com uma velha amiga como D’arcy. Eu sei que você banca o durão, você é o líder do grupo e o líder nem sempre pode demonstrar emoção, mas de um ponto de vista de amizade, você está triste sobre como tudo isso se desenrolou?

Em sua resposta, Corgan foi diplomático e preferiu não responder à pergunta: “Pra ser sincero, eu não quero falar sobre isso”, comentou. Após Mancow insistir, o músico completou:

Eu acho que a dificuldade é que o mundo funciona de uma forma particular ultimamente, é como luta livre. Existe hora e lugar para tudo, e agora simplesmente não é a hora.

Recentemente, o Smashing Pumpkins anunciou uma enorme turnê de reunião e, essa semana, Corgan compartilhou alguns detalhes sobre o próximo álbum do grupo — o primeiro com Iha e Chamberlin desde Machina, de 2000.

 

Comentários