Viúva de Chris Cornell no Good Morning America
Foto: Reprodução / YouTube
 

Vicky Karayiannis, viúva do músico Chris Cornell, falou abertamente e em vídeo, pela primeira vez, sobre o suicídio do vocalista do Soundgarden.

Ela esteve hoje de manhã no programa Good Morning America e por lá disse que aproximadamente um ano antes da morte o médico de Chris lhe receitou o ansiolítico benzodiazepina para que ele dormisse, já que o músico teria lesionado o ombro e não conseguia dormir por conta da dor.

Acontece que segundo Vicky, ela descobriu mais tarde que não se deve administrar esse tipo de medicamento para uma pessoa que está se recuperando do vício em remédios controlados, como era o caso de Chris Cornell. No programa, ela afirmou que se isso acontecer, deve ser feito com acompanhamento próximo e por no máximo três semanas.

Ela ainda reportou que o vocalista teve uma recaída e em um período de uma semana tomou mais de 20 comprimidos do medicamento e em outro período de 9 dias tomou nada mais, nada menos do que 33 comprimidos.

Karayiannis termina dizendo que ele era um cara que queria estar com a família e que jamais teria deixado esse mundo se não fosse pela overdose de remédios, que o deixou “sem condições de tomar qualquer decisão”.

Ela ainda falou que ele nunca foi um “rockstar junkie”, mas sim o melhor marido, melhor pai, que perdeu sua alma gêmea e que tenta não se culpar pelo que aconteceu, mas é difícil porque “havia sinais”. Chorando, confidenciou que as pessoas acham que o vício é uma “escolha”, e não uma doença, e disse que Chris Cornell se sentia culpado por isso.

Você pode assistir aos vídeos logo abaixo.

Chris Cornell faleceu no dia 18 de Maio de 2017, em Detroit, quando se enforcou em um quarto de hotel após show do Soundgarden.

 
FonteTMZ
Compartilhar