Gibson pode declarar falência após 116 anos de atividade, segundo rumores

Lendária fabricante de guitarras está passando por sérios problemas financeiros

Guitarra Gibson
Foto de Guitarra Gibson via Shutterstock
 

Na semana passada nós chegamos a publicar por aqui uma notícia assustadora sobre a queda nas vendas e importações de guitarras no Brasil por uma série de motivos.

No entanto, parece que o problema tem uma escala mundial: rumores sugerem que a Gibson, icônica fabricante de guitarras e violões, estaria encarando uma possível falência.

As fontes do Nashville Post indicam que boa parte do problema surgiu com a saída de Bill Lawrence, o chefe de finanças da companhia. Lawrence teria deixado a empresa em maus lençóis, uma vez que “375 milhões de dólares em dívidas e 145 milhões de dólares em empréstimos” estariam alcançando seu “vencimento”, caso não sejam refinanciados até Julho.

LEIA TAMBÉM: Jack White acha que o renascimento do Rock “está próximo”

Além disso, a Gibson também saiu de Nashville, cidade que era sua sede há mais de 30 anos. Agora, o futuro da empresa está nas mãos de Henry Juskiewicz, o dono da empresa, mas será uma batalha difícil: Juskiewicz estaria “enfrentando uma luta contra credores por conta de decisões comerciais ruins”, como aponta o Dayton Daily News, e uma das opções para resolver a situação financeira seria decretar a falência da empresa.

Fundada em 1902, estima-se que a Gibson arrecade cerca de 1 bilhão de dólares por ano. A companhia possui alguns dos modelos mais icônicos de guitarra já lançados na história, como a Les Paul, SG e Flying V.

LEIA TAMBÉM: no México, venda de violões sobe após filme indicado ao Oscar

 
FonteCoS
Compartilhar

Comentários