Joel Kinnaman
Foto: Wikimedia Commons
  

Em Novembro do ano passado, todos ficamos chocados com as alegações de abuso sexual por parte do ator Kevin Spacey, que, na ocasião, acabou dando uma declaração bem torta sobre o assunto. O cara”aproveitou” a situação para se assumir homossexual, como se o fato de abusar de garotos mais novos tivesse algum tipo de relação.

Quem não ficou chocado, no entanto, foi o ator Joel Kinnaman, que interpreta o político Will Conway. Em entrevista a um programa na Escandinávia, ele disse:

Tenho cinco ou seis amigos que me contaram histórias sobre o Kevin quando eles eram jovens e tinham acabado de chegar em Hollywood. (…) Ele tentou… ele me acolheu muito bem em Baltimore, mas depois, quando você fica sabendo que ele se comportou dessa maneira com meninos de 14 anos fica uma coisa tipo, “Obrigado, mas tchau.”

Aproveitando o assunto, ele também defendeu o movimento #MeToo e contou sobre um encontro que teve com sua ex-namorada e Harvey Weinstein.

Minha ex ia a um encontro com ele e encontramos ele na noite anterior — ele foi bem legal comigo — e os dois combinaram um encontro. Ela me mandou mensagem um pouco depois e disse: “Ele mudou o nosso encontro para um quarto de hotel,” e eu respondi: “Ok, vamos para casa.”

Kevin Spacey foi desligado das gravações de House of Cards e está procurando por avaliação e tratamento.