Ex-baixista do The Ataris pode ser condenado a 30 anos de prisão nos EUA

Michael Davenport participou de esquema fraudulento que extorquiu aproximadamente 27 milhões de dólares de 100.000 pessoas em 7 anos

Foto: Divulgação
 

Michael Davenport, ex-baixista da banda de pop-punk The Ataris, está sendo acusado pela justiça dos Estados Unidos de ter participado de um esquema fraudulento de telemarketing entre os anos de 2009 e 2016, tendo extraído o valor aproximado de 27 milhões de dólares de até 100.000 vítimas durante o período.

Davenport, que hoje tem 49 anos de idade, agiu em cumplicidade com uma parceira (Cynthia Rawlinson, 51), onde ambos eram proprietários de uma imobiliária chamada American Standard. De acordo com a acusação, o golpe envolvia uma série de anúncios no site Craigslist de imóveis que estavam sob processo judicial de tomada pelo agente financeiro devido a quebra dos termos do contrato de financiamento.

Davenport durante reunião da formação clássica do The Ataris em 2013 (Foto: Reprodução / Youtube)

Esses imóveis eram então anunciados a um preço muito inferior que o valor de mercado, e a empresa fantasma de Davenport cobrava o valor de 199 dólares para que interessados obtivessem mais informações sobre as propriedades anunciadas. As pessoas que entravam em contato com a empresa após serem impactadas pelo anúncio eram então direcionadas para um vendedor que informava que as propriedades poderiam ser compradas apenas mediante o pagamento das dívidas de hipoteca dos proprietários anteriores, o que deixava o valor do imóvel bem abaixo do normal do mercado.

Após o pagamento da taxa, as pessoas que caíram no esquema descobriam que as propriedades haviam desaparecido das listas da American Standard ou que simplesmente não existiam, e ficavam presas em processos burocráticos da empresa fraudulenta, sem conseguir o estorno do valor pago.

Michael Davenport foi levado em custódia pela polícia no aeroporto Clinton em Little Rock, Arkansas com 104 mil Dólares em dinheiro no momento da prisão, e mais 850 mil em sua conta bancária. Agora ele e sua cúmplice aguardam o julgamento, onde poderão ser condenados por um júri popular a 30 anos de prisão por conspiração federal e pelas acusações de fraude.

Michael foi baixista do The Ataris entre os anos de 1998 e 2005, tendo participado dos principais registros em estúdio da banda, como os discos Blue Skies, Broken Hearts…Next 12 Exits (1999), End Is Forever (2001) e So Long, Astoria (2003). Após sua saída do quarteto de pop-punk, foi um dos membros fundadores da banda Versus The World, e entre 2013 e 2014 se reuniu à formação do The Ataris para uma série de shows comemorativos de 10 anos do disco So Long, Astoria.

Compartilhar

Comentários