Josh Homme diz que Jim Morrison, do The Doors, “não era um bom cantor”

Em entrevista, o músico explicou porque acha que a banda "não existiria novamente"

Josh Homme no Bedtime Stories da BBC
Foto: Divulgação/BBC
 

Após uma polêmica recente, o músico Josh Homme esteve relativamente longe dos holofotes por algum tempo. No entanto, o músico parece estar de volta com algumas opiniões bem fortes.

Em uma nova entrevista com Adam Buxton, transcrita pelo Ultimate Guitar, o músico falou um pouco sobre o The Doors. O curioso é que, apesar de falar que gosta muito do grupo, Homme disse não achar Jim Morrison um bom cantor.

Eu gosto bastante do The Doors porque eles não existiriam novamente, é como se eles fossem um erro. Um guitarrista, um baterista de jazz, um organista — tipo, o que é isso? Um filme mudo?

E então eles têm um cara [Jim Morrison] que é realmente um poeta. Suas letras são demais, mas ele é bonito então vamos deixar isso de lado. No entanto, ele não canta muito bem.

Em sua defesa, Homme disse que a ‘imperfeição’ é algo que aprecia muito na música:

Eu gosto dessa humanidade, eu gosto de erros. Perfeição é algo que você busca, e não algo que você realmente espera que irá alcançar — isso é louco.

Como nós podemos observar na habilidade da música moderna de consertar tudo, quando você faz tudo perfeito, não existe atrito. O universo foi criado por atrito, sexo é sobre atrito, então vamos continuar com isso!

Você pode conferir a entrevista na íntegra logo abaixo.

Ano passado, Homme lançou um novo álbum com o Queens of the Stone Age, intitulado Villains. O disco apareceu na nossa lista dos melhores discos internacionais de 2017.

Compartilhar

Comentários