Foto: Wikimedia Commons
 

Um novo fundo legal destinado à proteção de vítimas de abuso e assédio nos Estados Unidos chamado Time’s UP acaba de ser criado por centenas de mulheres envolvidas na indústria de Hollywood, como aponta o New York Times.

Mais de 300 atrizes, diretoras, roteiristas e executivas estão envolvidas na iniciativa, incluindo Reese Witherspoon, Natalie Portman, Emma Stone, Ashley Judd, Rashida Jones e muitas outras celebridades.

“A luta para que mulheres consigam entrar, conquistar seu espaço e simplesmente serem ouvidas e reconhecidas em espaços de trabalho dominados por homens precisa acabar; O tempo desse monopólio impenetrável acabou”, o grupo escreveu em uma carta publicada no NYT.

Já contando com mais de 13 milhões de dólares, o fundo será utilizado para “auxiliar mulheres menos privilegiadas — como zeladoras, enfermeiras e trabalhadoras em fazendas, fábricas, restaurantes e hotéis — a protegerem a si mesmas de más condutas sexuais e das repercussões após suas denúncias”.

O grupo ainda irá pressionar por uma “legislação para penalizar empresas que tolerarem assédio persistente, e desencorajar o uso de contratos fechados para silenciar vítimas”.

Por fim, vários membros da iniciativa também farão parte da próxima cerimônia do Globo de Ouro. Lá, as mulheres deverão usar seu tempo no tapete vermelho para promover a conscientização sobre o projeto.

Você pode conferir mais detalhes clicando aqui.

 
FonteConsequence of Sound
Compartilhar