Thom Yorke no Primavera Sound 2016 - Radiohead
Foto via Shutterstock
 

Thom Yorke nunca foi muito fã do Spotify.

Anos atrás, o músico causou polêmica ao chamar a plataforma de streaming de “o último peido desesperado de um corpo moribundo”, ao criticar o pagamento que os artistas recebem da empresa.

Por esses motivos, foi surpreendente para muitos fãs quando parte do catálogo do Radiohead retornou às redes de streaming ano passado — e esse mês, o próprio músico chegou a disponibilizar os discos de seus projetos paralelos na plataforma, como nós falamos por aqui.

No entanto, os sentimentos de Yorke em relação à empresa aparentemente não mudaram muito. Através de seu Twitter, o músico respondeu uma mensagem de Geoff Barrow, do Portishead, que criticava o modelo de pagamento do Spotify.

“Ok, pergunta rápida para os músicos… Quantos de vocês pessoalmente ganharam mais de 500 libras do Spotify?”, perguntou Barrow. “Eu recomendo a vocês, homens e mulheres, que leiam os comentários abaixo… nada mais a falar”, disse Yorke ao repassar a mensagem.

Uma das respostas que Barrow recebeu foi de Dan Le Sac, produtor de hip-hop, que mencionou ter recebido 100 libras de 20 mil streams de músicas. “Muito mais [dinheiro] do que com streams do YouTube, mas muito menos do que com vendas de discos”, disse Peanut Butter Wolf, o fundador da Stones Throw.

Você pode conferir os tweets logo abaixo.

     
 
Compartilhar