Chester Bennington e Mike Shinoda
Foto: Wikimedia Commons
 

Já se foram quase cinco meses da trágica morte de Chester Bennington, e o futuro do Linkin Park ainda é bastante incerto. Com exceção, talvez, da “volta” do saudoso vocalista à banda.

Em uma recente live no Instagram, o guitarrista Mike Shinoda foi bem enfático ao ser questionado sobre o uso de um holograma de Chester em futuros shows do grupo: não vai rolar.

A Alternative Nation transcreveu um trecho do monólogo, leia abaixo:

Que tal não fazermos um Chester de holograma? Não consigo nem colocar na minha cabeça essa ideia de um Chester holográfico. Na verdade, eu ouvi algumas pessoas de fora da banda sugerirem isso, e não há nenhuma maneira [de acontecer]. Não posso mexer com essa merda. […] Para alguns de vocês que perderam um ente querido, um melhor amigo, um membro da família, dá pra imaginar ter um holograma deles? É horrível. Eu não posso fazer isso. Não sei o que vamos fazer, mas descobriremos eventualmente.

É a melhor escolha, não é mesmo?

Artistas que recentemente ganharam esta “nova vida” são Ronnie James Dio, morto em 2010 e cuja turnê holográfica deve passar pelo Brasil, e Frank Zappa — ambos com apoio da família.

LEIA TAMBÉM: Linkin Park lança vídeo emocionante de “Crawling” em disco ao vivo