Pedro Guinu une MPB, jazz e soul em disco gravado ao vivo no estúdio

Disco foi gravado em sessões quentes em 12h de estúdio

Crédito: Lucas Santos
 

Um som grooveado unindo MPB, jazz e soul. Essa é a base do som do mineiro Pedro Guinu, que lança o seu visceral disco de estreia, reunindo uma vida de experiência. Guinu foi feito ao vivo, como as gravações setentistas que inspiraram o disco, e já está disponível nos principais serviços de música.

Com mais de 20 anos de carreira no Brasil e no exterior, Guinu  começou sua carreira enquanto artista solo no ano passado, em Nashville, onde gravou o primeiro single da carreira. “Hold On” foi gravada ao vivo em sessões registradas em vídeo e trazia uma banda enxuta num formato quarteto. A aura criada pelas canções e pelas gravações era ao mesmo tempo envolvente, sedutora e convidativa para dançar. Isso fez com que Pedro se apaixonasse pela técnica de gravação e optasse por fazer seu disco completo de estreia dessa forma.

O álbum foi gravado em uma sessão de 12 horas no estúdio Fibra (Rio de Janeiro), com músicos selecionados a dedo por Pedro e a participação especial de Donatinho. Para manter o clima quente para os músicos, foram feitos apenas dois ensaios antes da sessão. O frescor das músicas a sensação de descoberta pode ser sentida em cada uma das faixas.

Com oito músicas, O disco traz momentos instrumentais pesados onde os músicos mostram tudo que sabem e outros com melodias que podem ser assobiadas junto. O trabalho tem assinatura de Pedro Guinu nas composições, voz, teclados, piano e sintetizador, com participação dos músicos Danilo Guinu (bateria), Filipe Moreno (baixo), Giuliano Fernandes (guitarra), Breno Hirata (saxofones e flauta) e João Machala (trombone).

Ouça o álbum abaixo:

Comentários