Morrissey em 2014
Foto via Shutterstock
 

O cantor Morrissey fez algumas declarações bem “estranhas” sobre a recente onda de denúncias de abuso e assédio sexual em Hollywood.

Em uma entrevista para o site alemão Spiegel Online, que foi traduzida pela Consequence of Sound, o músico defendeu Kevin Spacey e Harvey Weinstein, alegando que eles pudessem ter sofrido uma espécie de “caça às bruxas”.

Qualquer pessoa que já disse um ‘eu gosto de você’ está subitamente sendo acusada de assédio sexual. Você precisa mencionar essas coisas em relações certas. Se eu não posso dizer a nenhuma pessoa que eu gosto dela, como que ela vai saber?

Claro, existem casos extremos: estupro é nojento, qualquer tipo de ataque físico é repulsivo. Mas nós precisamos ver isso em termos relativos. De outra forma, qualquer pessoa nesse planeta é culpada. Nós não podemos decidir permanentemente de um nível superior o que nós podemos ou não podemos fazer. Por que dessa forma, todos nós estaremos presos. Algumas pessoas são bem estranhas quando se trata de romance, no final das contas. Elas não sabem o que fazer e que o seu comportamento é agressivo.

Em seguida, Morrissey foi questionado diretamente sobre Kevin Spacey, que foi acusado de — e posteriormente admitiu — uma má conduta sexual envolvendo uma criança de 14 anos. Para o cantor, a “culpa” deveria ter sido depositada no menino (!!) e nos pais dele:

Eu me pergunto onde os pais da criança estavam. Eu fico imaginando se o garoto não sabia o que podia acontecer. Eu não sei você, mas eu nunca estive em situação similares na minha juventude. Nunca. Eu sempre soube que poderia acontecer. Quando você está no quarto de uma pessoa, você precisa ter noção de onde isso pode acabar. É por isso que isso não soa muito verdadeiro para mim. Parece que o Spacey está sendo atacado desnecessariamente.

Ao mesmo tempo, ele também acredita que as dezenas de mulheres que denunciaram Harvey Weinstein tenham culpa pois “entraram no jogo dele”.

As pessoas sabem exatamente o que acontece. E elas entram no jogo mesmo assim. Depois, elas se sentem envergonhadas ou não gostam disso. E aí se viram e falam: ‘eu fui atacada, eu fui surpreendida, eu fui puxada para a sala’. Mas se tudo tivesse ocorrido bem e tivesse dado a elas uma ótima carreira, elas não falariam mais nisso. Eu odeio estupro. Eu odeio ataques. Eu odeio situações sexuais que são forçadas em alguém. Mas em muitos casos, uma pessoa pode olhar para as circunstâncias e pensar que a pessoa que é considerada a vítima está apenas desapontada. Ao longo da história da música e do rock n’ roll existiram músicos que dormiram com groupies. Se você for ao longo da história, quase todo mundo é culpado de ter feito sexo com menores de idade.

Pois é. Triste.