Billy Corgan, do Smashing Pumpkins
 

Em Outubro, vimos o novo álbum de Billy Corgan, Ogilala, ser lançado sob o nome de batismo do músico: William Patrick Corgan. Agora, parece que ele voltou atrás e quer ser chamado apenas de… Billy.

Confuso, não? Para ele também. Em entrevista à Rolling Stone norte-americana em Setembro, Corgan explicou por que não havia lançado mais músicas com a alcunha que ficou conhecido:

Em certo ponto, Billy só parece meio estranho. Eu era claramente Billy na banda, mas agora parece que é outra pessoa. É difícil de explicar de outra maneira; tipo, às vezes, você só quer mudar o papel de parede.

Ao programa This Morning da CBS, Corgan falou sobre a mudança: “A partir do momento em que eu vi que aquilo irritou pessoas, então pensei ‘Ok, eu definitivamente vou fazer isso.'”

Em 2015, o frontman do The Smashing Pumpkins já havia dito numa apresentação no Peru, “Meu nome não é Billy, meu nome é William” para o público que cantava “Parabéns pra você” no aniversário do músico.

Essa “mudança reversa” teve impacto até mesmo nas mídias em que Ogilala foi lançado. Spotify, Apple Music e iTunes têm o álbum creditado como Billy Corgan, ao invés de seu nome completo. A conta do vocalista no Vevo também foi alterada.

E, acreditem ou não, a arte de capa do disco já possui uma versão sem as iniciais de William Patrick Corgan. Parece que, agora, Billy Corgan é definitivo.

     
 
Compartilhar