Brand New no Riot Fest Chicago 2016
Foto por Aline Krupkoski / TMDQA!
 

Na última sexta-feira (10), os fãs do Brand New sofreram um grande baque quando uma declaração na internet acusou seu vocalista, Jesse Lacey, de assédio sexual contra uma adolescente de 15 anos de idade.

Neste meio tempo, a postagem original de Nicole Elizabeth Garey foi deletada, mas a confirmação veio neste domingo (12) por meio do próprio músico.

Lacey usou a página de Facebook do Brand New para soltar um longo texto que confirma e faz uma tentativa de explicar seus atos, apesar de em nenhum momento citar o fato da vítima ter apenas 15 anos na época, enquanto ele tinha 24. Na postagem de Nicole, a moça conta que Jesse pediu fotos suas nua, a fez assisti-lo a se masturbar no Skype e abusou também psicologicamente da então adolescente.

Leia a declaração completa abaixo:

Em um esforço para abordar os eventos recentes e a discussão pública que está acontecendo, eu sinto que é importante fazer uma declaração clara e pessoal.

As ações do meu passado causaram dor e danos a várias pessoas, e quero dizer que sinto muito. Eu não me defendo, nem me perdoo. Eu era egoísta, narcisista e insensível no meu passado, e há uma série de pessoas que tiveram que suportar o fardo das minhas falhas. Peço desculpas pela dor que causei e espero poder tomar as ações corretas para receber perdão e confiança.

No início da minha vida, desenvolvi uma relação dependente e viciante com o sexo. Eu tive medo disso, estava envergonhado e incapaz de admitir, e assim cresceu um problema consistente e terrível. Anos atrás, depois de admitir meus hábitos e trair minha então noiva, comecei a abordar meu problema de forma séria. Eu entrei em tratamento profissional, tanto em terapia de grupo quanto individual, e isso revelou a realidade do lugar terrível que eu cheguei na minha vida e o impacto terrível que minhas ações tiveram nas pessoas.

A luxúria, o sexo, o amor e a excitação eram ferramentas de enfrentamento para mim, e voltava a elas repetidamente. Desprendi meus próprios sentimentos e emoções da maioria das minhas interações sexuais. Escondi ou menti sobre o meu comportamento para escapar da censura. Eu era um trapaceiro habitual. Fui infiel em muitos, se não na maioria dos meus relacionamentos, incluindo o relacionamento com minha esposa, que com toda a sua força, paciência e graça, tentou segurar o nosso casamento, apesar de ter que suportar a dor das revelações do meu passado. É doloroso que as mudanças mais importantes na minha vida tenham sido feitas à custa dos outros.

Lamento por como machuquei pessoas, as maltratei, menti e enganei. Lamento por ter ignorado a forma como minha posição, status e poder como membro de uma banda afetaram a forma como as pessoas me viram ou sua abordagem em suas interações comigo. E desculpe-me pela frequência com que não dei às mulheres o respeito, o apoio ou a honestidade que mereceram, e qual é o seu direito. Eu acredito na igualdade e autonomia de todos, mas na minha vida tenho sido mais um prejuízo para esses ideais do que parte deles.

Estou trabalhando para me livrar de todo o meu narcisismo e minha obsessão, e para ser melhor. Após ficar sóbrio, mudei minha vida e minha mente de maneiras reais e importantes. Também revelei a verdade dos meus comportamentos para mim e para os outros. Não tenho palavras para expressar a paciência e ajuda que minha esposa me ofereceu. Eu amo minha família com uma intensidade e uma realidade que nunca senti antes e, como marido e pai, tive a oportunidade de acordar todos os dias com a intenção de servir minha família e as pessoas que me rodeiam e sentir, pela primeira vez, que tenho um propósito.

O fato é que nenhum de nós consegue colocar uma parede entre quem somos e quem éramos. Eu preciso merecer perdão. Conceitos como o arrependimento, a compaixão e o amor, são reais através de ações, e é através das minhas ações que preciso provar minha mudança. Espero que eu possa mostrar humildade, e que a dor que eu causei às pessoas possa ser curada. Eu não estou acima da reprovação, e ninguém deve estar.

Jesse Lacey

A banda Martha, que estava abrindo os shows do Brand New, saiu da turnê após as acusações serem divulgadas, assim como o músico de apoio Kevin Devine. Em suas redes sociais, o guitarrista anunciou sua saída em uma declaração mostrando apoio à vítima e desejando que Jesse “continue fazendo o que precisa para melhorar”.

Ainda não há nenhuma informação sobre quais providências legais serão tomadas após a confirmação de Jesse Lacey.

Em 2017 o Brand New lançou um novo disco chamado Science Fiction, um dos melhores álbuns do ano que não apenas caiu na graça dos críticos como também garantiu um surpreendente lugar no topo das paradas da Billboard para o grupo, que lançou o trabalho de forma completamente independente.