Fast Forward: Codinome Winchester – envolvimento e criatividade para lançar novo álbum

Vídeo da banda em financiamento coletivo faz a gente colaborar dando boas risadas

Codinome Winchester
 

A banda Codinome Winchester, do Mato Grosso do Sul, iniciou um crowdfunding para lançar o seu primeiro álbum em estúdio. Entre as recompensas preparadas estão o download antecipado do disco, CD (mídia física, SIM! Por que não?), pôsteres autografados, camiseta, adesivos e até shows exclusivos da banda. A colaboração tem preços para diferentes bolsos e que variam entre R$15,00 e R$2.000,00.

Dá só uma olhada no pedido dos caras, a gente se compadece com a campanha e faz a contribuição dando uma boa risada:

Não tem muito tempo que para emplacar um disco era necessário ter algum vínculo com gravadoras. Os equipamentos e técnicas eram mais caros, de difícil acesso. Mas as possibilidades tecnológicas se expandiram, então gravar e distribuir um disco independente ficou mais fácil, mas os custos ainda são relativamente altos e, por isso, a banda criou a campanha para que o público se torne parte dessa conquista.

A campanha

O crowdfunding é uma alternativa que reforça a possibilidade de bandas se manterem independentes, como também simplificar e democratizar o elo entre a produção cultural e o público que os acompanha de perto. Assim, as pessoas passam a se envolver no processo não só como consumidores finais, mas também como agentes ativos na viabilização dos projetos que escolhem apoiar.

Os músicos que trilham nesse caminho tão diferente do novo rock brasileiro com a Codinome Winchester são Fillipe Saldanha nos vocais, Arthur Maximilliano na guitarra (e teremim!), Guilherme Napa na bateria, Luciano Armstrong na guitarra/sintentizador e Thiago Souto no baixo.

Conheça mais sobre esse novo Rock psicodélico que já foi destaque na revista EXAME como uma das 11 bandas que mostram que a cultura musical brasileira sempre está em alta:

A campanha já tá rolando na plataforma de financiamento coletivo Embolacha, para contribuir com a viabilização do projeto dos caras, basta acessar a página, clicando aqui!

 

(Este post foi produzido com colaboração de Patrícia Pougy e Lívia Boeschenstein)

Comentários