Black Rebel Motorcycle Club
Foto: Reprodução/Vimeo
 

No mês passado, o Black Rebel Motorcycle Club divulgou “Little Thing Gone Wild”, a primeira música de trabalho do novo álbum, Wrong Creatures agendado para sair no 12 de Janeiro de 2018. Agora foi a vez de apresentar seu mais novo single, a fantasmagórica “Haunt”.

Diferente do single anterior (uma espécie de garage punk), a canção soa como uma montanha russa. Uma balada sombria com trechos propositalmente arrastados e outros de intensa explosão de sentimentos — como os tempos de Nick Cave no disco Murder Ballads (1996).

Não houve economia no reverb das guitarras de Peter Hayes para criar seu clima assombroso. O ritmo sutil mas certeiro imposto por Leah Shapiro faz com que o ouvinte prenda a respiração cada vez em que as baquetas encontram a caixa da bateria. Tudo isso cria um cenário ideal para as melodias murmuradas pungentemente por Robert Levon Been durante os quase seis minutos de duração da canção.

Seu conteúdo é evidentemente melancólico e não poderia ser mais apropriado à atmosfera que se desenrola. “Acenda outra melodia/E se afogue no som/Eu enterrei tudo o que estava vivo/Mais fundo que o chão,” dita seu verso de encerramento um dos mais profundos da música.

A banda atualmente encontra-se em turnê na Europa, onde fará shows até o dia 3 de Dezembro, em Viena, na Áustria. No ano seguinte, logo após o lançamento de Wrong Creatures, dará início à sua turnê norte-americana em San Diego, Califórnia, no dia 15 de Janeiro.

Cabe lembrar que o disco é o sucessor de Specter At The Feast (2013) e que, desde então, seus integrantes passaram por alguns altos e baixos, como a participação de Robert num tributo à banda de seu falecido pai, The Call, e a cirurgia cerebral pela qual Leah passou para se tratar de uma Síndrome de Arnold-Chiari.