Prophets Of Rage
Foto: Divulgação
 

A energética sétima faixa do disco homônimo do Prophets of Rage, “Strength in Numbers”, ganhou um clipe de tom crítico à situação política e social dos Estados Unidos.

O país que, recentemente viu os jogadores da NFL (Liga de Futebol Americano) ficarem de joelhos durante a execução de seu hino como protesto, voltou a viver intensos e acalorados debates sobre a opressão racial que acontece no território.

Formado em 2016 e apresentado ao mundo de maneira mais objetiva ao lançar, no mês passado, o primeiro álbum de estúdio da carreira, o supergrupo não foge às características dos projetos principais de seus integrantes (Rage Against The Machine, Cypress Hill, Public Enemy).

Chuck D, um dos membros do projeto, falou um pouco sobre a mensagem que o vídeo tenta transmitir e ainda levantou um questionamento sobre a oposição que está acontecendo a Colin Kaepernick (atleta responsável por dar início à onda de protestos contra o preconceito racial):

Quase nada pode ser superado se for feito em coletividade. Um movimento não é algo individual. A oposição que está sendo feita a Colin Kaepernick no mundo dos esportes é por causa do seu ato de ficar de joelhos ou por ser ‘o NEGRO’?

O videoclipe está disponível logo abaixo.

Strength In Numbers

Strength In Numbers"ALMOST anything can be built or toppled with a collective force. A movement is never about an individual. On the opposition of Colin Kaepernick in today's sports world, we ask ‘is it the KNEE or is it The NEGRO?'"- Chuck D

Posted by Prophets of Rage on Monday, October 16, 2017

 

     
 
Compartilhar