Travis Barker diz que a sobriedade lhe deu uma “segunda chance”

"A música é a minha droga"

Travis Barker
Foto: Facebook/Divulgação
 

A depressão e o vício, depois de fazer muitas vitimas, infelizmente, ainda são frequentes na indústria da música.

Casos como o de Amy Winehouse, Janis Joplin, Prince, e o mais recente, de Chester Bennington, representam o perigo e a influência que ambas exercem.

Em entrevista concedida à Forbes, o baterista do Blink-182Travis Barker, falou sobre como a sobriedade lhe deu uma “segunda chance” e o sobre o seu “único arrependimento”. O músico que, em 2008, sofreu um acidente aéreo, ressaltou a importância da família no seu processo de reconstrução de vida.

A sobriedade salvou a minha vida. Meu único arrependimento é que isso não aconteceu antes. É triste que isso me levou a sofrer um acidente aéreo e quase à morte. Ganhei uma segunda chance na vida e meus filhos foram o que me mantiveram afastado das drogas. Ser sóbrio é algo que eu não troco por nada. A música é minha droga.

A matéria, que ainda contou com a participação de outras personalidades, também trouxe Jeff Jampol. Ao ser perguntado sobre quais são os problemas que os músicos enfrentam, o empresário do Ramones e do The Doors afirmou que o “álcool e as drogas não causam vício”:

As drogas e o álcool não viciam. E elas não são o problema do viciado, são a solução. Várias das formas como me descreveram, antes mesmo de nos depararmos com a primeira bebida ou droga, quando crianças andamos com essa doença do vício que não é diagnosticada. Nos sentimentos como se as coisas estivesse fora de foco, como se todas as pessoas tivessem aprendido a viver e a gente não. Isso gera baixa auto-estima e cria insegurança e medo porque nos sentimos menores que os outros e não sabemos o porquê. Achamos que somos perdedores. E em algum momento, após andar pela vida dessa maneira durante anos, encontramos as drogas e o álcool. Eles são a chave mágica.

Ao todo, o Blink-182 lançou sete álbuns de estúdio, sendo o mais recente California, lançado em 2016.

Compartilhar

Comentários