Foto: Wikimedia Commons
 

Acordamos hoje com a triste notícia da perda de uma das vozes mais marcantes da nossa música. Luiz Melodia faleceu aos 66 anos no Rio de Janeiro, sua cidade-natal, em decorrência de complicações durante o tratamento de um câncer na medula óssea. As informações são do jornalista Mauro Ferreira, do G1.

Apaixonado pela sua cidade e principalmente pelo bairro do Estácio, Luiz Carlos dos Santos nasceu em 1951 e herdou o sobrenome artístico e a música de seu pai, o sambista Oswaldo Melodia. Cria do Morro de São Carlos, ele imortalizou seu bairro em versos maravilhosos como “Se alguém quer matar-me de amor / Que me mate no Estácio”.

Melodia teve uma obra impressionante principalmente nos anos 70 e 80, incluindo um dos melhores discos de estreia de nossa música (Pérola Negra, de 1973). Seu último lançamento foi Zerima, de 2015, vencedor do Prêmio da Música Brasileira. Mas o legado da sua obra é um amalgama deliciosamente carioca de vários ritmos negros dentro de nossa música, indo do samba ao rock, com uma elegância ímpar.

Salve, Luiz Melodia!