David Bowie
Foto: Reprodução/YouTube
 

O músico James Murphy, mente por trás do LCD Soundsystem, deu detalhes sobre sua relação com o mestre David Bowie.

Os dois trabalharam juntos nos últimos dois discos de estúdio de Bowie: The Next Day, de 2013, e o icônico Blackstar, lançado dias antes da morte do músico em 2016.

Embora Murphy tenha apenas contribuído com percussão em duas faixas de Blackstar, o músico revelou recentemente que quase gravou um projeto inteiro com Bowie.

Em uma entrevista pra a rádio BBC, Murphy estava comentando sobre sua admiração por Lou Reed, quem considera ser a pessoa “que mais o impressionou” durante sua carreira.

E isso é dizer muito, levando em conta que eu conheci David Bowie. Eu achava que nunca iria conseguir conversar com ele, mas ele era tão gracioso e amigável… Eu tive uma troca de e-mails com ele, o que foi uma das coisas mais bizarras e incríveis na minha vida.

James completou dizendo que era pra ter contribuído muito mais para Blackstar, mas que acabou “se empolgando demais” ao ser convidado para co-produzir o disco junto de Bowie e Tony Visconti.

Por fim, o músico acabou contando sobre uma troca de ideias muito interessante que teve com Bowie:

Eu entrei em contato com David e disse ‘Eu adoraria gravar um disco, só eu e você’. Ele disse ‘É curioso que você tenha dito isso. Por favor, entre em contato comigo quando você voltar para Nova York’.

Porém, James disse que quando os dois se encontraram, Bowie já havia começado a trabalhar no Blackstar.

O LCD Soundsystem irá lançar American Dream, seu primeiro álbum de estúdio em sete anos, no começo de Setembro pelas gravadoras Columbia e DFA.