Carrie Fisher: apneia do sono e uso de “drogas não identificadas” estão entre causas da morte

Laudo trouxe mais detalhes sobre o falecimento; filha de Carrie se pronunciou sobre o assunto

Carrie Fisher em Star Wars
Carrie Fisher em Star Wars: The Force Awakens/Divulgação
 

Seis meses após a saudosa Carrie Fisher nos deixar, mais detalhes a cerca da causa de sua morte surgiram publicamente.

Segundo o laudo de um legista de Los Angeles, fatores que contribuíram para o ataque do coração que a atriz teve durante um voo foram apneia do sono e “outros fatores indeterminados”. Também de acordo com o documento, “drogas não identificadas” foram “ingeridas diversas vezes” próximo ao período da morte de Carrie.

Após a divulgação destes detalhes, a filha da eterna Princesa Leia, Billie Lourd, se pronunciou em comunicado à CNN:

Minha mãe lutou contra a dependência de drogas e doenças mentais durante toda a vida. Ela finalmente morreu por isso. Ela foi propositalmente aberta em todo o seu trabalho envolvendo os estigmas sociais que estas doenças têm. Eu conheço minha mãe, [sei que] ela gostaria que sua morte encorajasse as pessoas a se abrirem sobre suas lutas. Procure ajuda, lute pelo financiamento do governo para programas de saúde mental. A vergonha e os estigmas sociais são inimigos do progresso para soluções e, finalmente, para uma cura.

Todd Fisher, irmão da atriz, mencionou “não estar chocado” de saber que a saúde da irmã foi comprometida pelo uso de drogas. Ele completou: “da minha perspectiva, não é nenhuma novidade que Carrie usava estas substâncias. Sem suas drogas, ela teria partido há muito tempo.”

 

 

Deslize a tela para baixo e continue lendo as notícias do TMDQA! automaticamente!

 
FonteRolling Stone
Compartilhar

Comentários