Woodstock: local onde festival aconteceu vira patrimônio histórico

Festival foi "um momento fundamental para a história de Nova Iorque e para a história americana"

Local do Woodstock original
Foto via Shutterstock
 

Foto do local original de Woodstock via Shutterstock

Graças ao atual governador do estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, o Bethel Woods Center for the Arts foi listado no National Register of Historic Places. Ou seja: a lendária sede do Woodstock, festival mais icônico da história da música moderna, é oficialmente um patrimônio histórico dos Estados Unidos.

De acordo com o planejamento original do evento, o Woodstock não estava previsto para acontecer na cidade de Bethel.

O evento

Reconhecido também pelo slogan “3 Dias de Paz e de Música”, o festival ocorreu durante os dias 15, 16 e 17 de Agosto de 1969. De acordo com Cuomo, o festival foi um “momento fundamental para as histórias de Nova Iorque e dos Estados Unidos”.

O festival impulsionou a carreira de nomes como Jimi Hendrix, Santana e Janis Joplin, e é até hoje a principal representação do movimento hippie. Era a época em que os jovens, sensibilizados pelas guerras que os EUA enfrentavam, usavam como pilares o amor livre, as drogas e o rock ‘n roll. O festival foi um espaço livre para sair do tenso cotidiano de guerrilha vivido na época.

Em 1994, um evento foi criado para celebrar os 25 anos do festival. Entre os nomes convidados estavam Red Hot Chili Peppers, Green Day e Aerosmith. Mas o aniversário de 50 anos também não passará batido: uma nova edição do festival está sendo idealizada e pode acontecer em 2019.

Comentários