Radiohead fala sobre gravar OK Computer em uma casa mal-assombrada (e dá dicas de próximo álbum)

A banda passou por maus bocados durante a gravação do icônico álbum

Radiohead
Foto: Divulgação
 

O Radiohead está comemorando o aniversário de 20 anos do seu icônico álbum Ok Computer com uma bela reedição do disco, intitulada OKNOTOK.

E aproveitando esse período de celebração, a banda deu uma entrevista extensa para a revista Rolling Stone, onde entrou em detalhes sobre o processo de composição do disco, que foi gravado na mansão St Catherine’s Court, em Bath, no Reino Unido — onde também foram gravados álbuns de bandas como The Cure e New Order.

“As pessoas estavam sempre ouvindo barulhos na casa,” falou o guitarrista Jonny Greenwood sobre o local. Mas o vocalista Thom Yorke passou por problemas ainda maiores na suposta casa “mal-assombrada”.

Naquela época, a pessoa que eu via no espelho continuava a dizer, ‘Você é um merda. Tudo o que você faz é uma merda. Não faça isso. É uma merda’. Fantasmas falavam comigo enquanto eu dormia. Teve uma hora quando eu acordei de manhã após passar a noite toda ouvindo vozes e decidi cortar meu cabelo. Eu me cortei algumas vezes. Foi uma bagunça. Eu desci as escadas e todo mundo falou tipo, ‘Uh, você tá bem?’ e eu perguntei ‘Por que?’, e o Phil [Selway] gentilmente me ajudou a raspar o cabelo.

De acordo com Yorke, a paranoia que sentia era “muito mais relacionada a como as pessoas se relacionam umas com as outras”. Ele adicionou:

Mas eu estava usando a terminologia da tecnologia para expressar isso. Tudo o que eu escrevia era, na verdade, uma forma de tentar reconectar com outros seres humanos quando se está sempre em trânsito. É sobre isso que eu precisei escrever por que é isso que acontece, o que acabou induzindo uma espécie de solidão e desconexão.

A banda ainda afirmou ter enfrentado problemas similares durante as gravações de seu último álbum, A Moon Shaped Pool. Aparentemente, a situação era tão complicada que os próprios membros não se sentiram muito à vontade de entrar em detalhes durante a entrevista, mas boa parte desse sentimento teve a ver com a morte da ex-esposa de Yorke, Rachel Owen, que faleceu por conta de um câncer. “Muitas coisas complicadas estavam acontecendo naquela época. Foi um milagre que esse disco acabou sendo gravado”, afirmou Thom.

No entanto, o futuro do grupo parece ser um pouco mais otimista. O vocalista afirmou estar aberto à ideia de gravar “ao vivo” como uma banda, pela primeira vez desde 1997.

Eu sempre fui bem extremo sobre a minha resistência a sermos apenas uma banda de guitarra-bateria-baixo. Mas se é isso que as pessoas querem tentar, eu estou velho demais para ficar lá parado com um martelo dizendo ‘Nós precisamos fazer isso, precisamos fazer aquilo!’. Eu quero que todo mundo se sinta livre. Mas não é muito fácil, sabe.

Você pode ler a entrevista na íntegra clicando aqui.

Compartilhar

Comentários