Após acidente, médicos disseram que Travis Barker nunca mais tocaria bateria

 

Em 2008 o baterista Travis Barker estava em turnê com seu amigo DJ AM, quando embarcou em um avião particular que sofreu um acidente gravíssimo logo após a decolagem.

Dois membros da equipe de Barker morreram na ocasião e o músico, conhecido pelo seu trabalho no Blink-182, teve mais de 65 porcento do seu corpo queimado, tendo que passar por diversas cirurgias e começar a tomar uma série de remédios tanto para aguentar as dores quanto para manter a sua saúde mental.

Em sua biografia, inclusive, Travis chegou a dizer que ofereceu um milhão de dólares para que um de seus amigos lhe matasse, já que ele não aguentava mais as dores todas.

Essa semana Travis Barker participou de um programa de televisão chamado The Doctors e por lá um dos médicos/apresentadores disse que ele era um sobrevivente, e o baterista falou sobre tudo que envolveu o acidente e, principalmente, o processo de recuperação.

Segundo ele, as coisas só começaram a melhorar quando ele entendeu que precisava contrariar os médicos, que deram más notícias:

Os médicos disseram, ‘Você provavelmente irá usar esses remédios pelo resto da vida porque passou por uma experiência terrível e tem transtorno bipolar. Você provavelmente nunca tocará bateria novamente, nunca correrá novamente.’

Aí o desafio na minha mente era de provar que eles estavam errados. Eu tive que me desapegar de cada remédio, começar a tocar bateria imediatamente, correr, e aí eu me tornei muito mais saudável do que era antes do acidente.

Você pode assistir a um trecho do programa logo abaixo, onde os médicos falam sobre como Travis também tinha Esôfago de Barrett, doença pré-cancerígena que o obrigou a ter hábitos mais saudáveis.

 

 

 Deslize a tela para baixo e continue lendo as notícias do TMDQA automaticamente! 
Compartilhar

Comentários