Jake Bugg volta ao RJ em show com pouca interação mas muita energia

Cantor britânico contagiou o público com hits de seus dois primeiros discos e do mais recente álbum, "On My One", de 2016

Jake Bugg no Rio de Janeiro
 

Depois de estrear no Rio de Janeiro em novembro de 2014, o músico britânico Jake Bugg retornou à Cidade Maravilhosa, através do Queremos!, para se apresentar na última sexta-feira (10) no palco do Circo Voador, na Lapa. Se já fazia muito calor naquela noite, o cantor de 23 anos fez a temperatura subir ainda mais ao embalar o público com sucessos dos seus dois primeiros discos, o autointitulado Jake Bugg (2012) e Shangri La (2013), e as novas canções presentes em On My One, lançado no ano passado.

Sem banda de abertura, Jake deu o ar da graça às 23h02, praticamente em ponto, como manda a etiqueta no Reino Unido, para enlouquecer a plateia, que compareceu em peso. A música escolhida para abrir o repertório foi “On My One”, que leva o nome do mais recente trabalho do cantor. Depois da execução da faixa, apenas em voz e violão, Jake soltou um tímido “Obrigado, Rio”. Porém, diante de tamanha empolgação dos fãs, o artista foi ficando menos acanhado no decorrer do show.

Na sequência veio “The Love We’re Hoping For”, que também faz parte do último álbum de Jake. Antes da canção seguinte, o músico resolveu interagir um pouco mais com o público: “A próxima música que eu vou tocar está no meu primeiro disco, ela se chama ‘Country Song'”. O feedback chegou através de muitos gritos e aplausos. Logo após, Jake continuou interagindo brevemente com a plateia. “Eu vou apresentar mais uma canção neste formato acústico e depois a banda vem para o palco”, disse.

Era chegada a hora de “As Simple As This”, cantada em coro no Circo Voador. Com a aparição dos outros músicos, finalmente, o cantor de folk e indie rock colocou todo mundo para pular e dançar ao som de “Two Fingers”, que, sem dúvida alguma, marcou, de maneira precoce, o momento mais catártico do show. O setlist então seguiu com “Bitter Salt”, “Seen It All” e “Love, Hope and Misery”. Depois desta última, Jake brincou: “Tudo bem se eu beber? Está muito quente aqui”.

O cantor, dono de impressionante maturidade musical apesar da pouca idade, continuou a apresentação com “Me and You”, “Messed Up Kids”, “Never Wanna Dance”, “Trouble Town” e “Put Out the Fire”, recebendo muitas palmas e ovações a cada execução. Mais tarde, faixas como “Kingpin”, “Simple Pleasures” e “Gimme the Love”, além de seus discretos solos de guitarra, mantiveram os fãs entretidos. Já “Broken”, apresentada acusticamente pelo cantor, fez a plateia explodir, levando o próprio Jake a parar para admirar seu público ao final da canção.

Com o retorno da banda, o músico anunciou: “Vamos tocar somente mais uma faixa”. Em resposta, os fãs lamentaram, como não poderia ser diferente. Sem delongas, Jake emendou sua fala nos primeiros acordes de “Lightning Bolt” e a plateia, pouco antes do relógio marcar 00h20, foi ao delírio pela última vez. Enquanto todo mundo ainda se recuperava, Jake Bugg despediu-se em um aceno rápido. Que tenha sido um até logo.

Setlist:

1- “On My One”
2- “The Love We’re Hoping For”
3- “Country Song”
4- “Simple As This”
5- “Two Fingers”
6- “Bitter Salt”
7- “Seen It All”
8- “Love, Hope and Misery”
9- “Me and You”
10- “Messed Up Kids”
11- “Never Wanna Dance”
12- “Trouble Town”
13- “Put Out the Fire”
14- “Kingpin”
15- “There’s a Beast and We All Feed It”
16- “Taste It”
17- “Slumville Sunrise”
18- “Simple Pleasures”
19- “Gimme the Love”
20- “Broken”
21- “Lightning Bolt”

 

Deslize a tela para baixo e continue lendo as notícias do TMDQA! automaticamente!

 

Comentários