Blink-182
 

Até 2015, Matt Skiba era conhecido no rock and roll por conta da banda que ajudou a fundar em Chicago, o ótimo Alkaline Trio.

Acontece que de lá pra cá ele entrou para o Blink-182 no lugar do guitarrista e vocalista Tom DeLonge, e se tornou uma das três forças da banda que se tornou um dos maiores ícones do pop/punk em toda história.

E foi justamente com Matt Skiba na formação que o Blink lançou seu mais recente disco de estúdio, California, um dos melhores discos internacionais de 2016 e que vem rendendo bons frutos para o grupo.

Em entrevista ao podcast The Truth Barrel, Skiba fala sobre como o álbum proporcionou a melhor turnê da banda em 15 anos, a indicação para o Grammy e a marca de Disco de Ouro:

Eu entrei apenas como um substituto para dois shows, aí de repente quando tudo aconteceu, acabou funcionando, a banda se solidificou e fizemos a melhor turnê que eles tiveram em 15 anos [os números foram os maiores desde quando o Blink lançou seu disco homônimo em 2003].

O disco quebrou vários recordes, ganhamos um Disco de Ouro, e há alguns dias estivemos no Grammy. Eles nunca haviam sido indicados ao Grammy, o Blink nunca tinha sido. Então há várias marcas inéditas, é claro que tem muito a ver com o timing correto ou algo do tipo, e eu sinto que faço parte da equação, obviamente uma pequena parte da equação, e me sinto honrado de fazer parte disso.

Matt Skiba também falou sobre como seus colegas de Alkaline Trio reagiram à notícia de que ele estaria entrando em uma das maiores bandas do planeta:

Há uma certa dose de, não quero dizer culpa, porque se eu me sentisse culpado, não toparia o desafio. Mas eu me preocupo [com os colegas de Alkaline Trio], eles têm crianças, meu colega de banda que tem uma filha, dói um pouco quando eu penso a respeito, porque ele tem uma criança. Nosso baterista tem uma esposa em casa, todos nós temos famílias e outras coisas, mas filhos, nem consigo imaginar. Temos uma equipe sólida, e aí de repente seu vocalista diz, ‘Vou entrar nessa outra banda.’ Mas eles têm sido maravilhosos e me apoiado bastante.

Você pode ouvir o podcast The Truth Barrel clicando aqui. Além disso tudo, Matt Skiba ainda fala sobre como sua mãe, Joan Skiba, trabalhou em uma sala de emergência da Guerra do Vietnã e ficou traumatizada com o que viu por lá. Foi ela também quem o “obrigou” a fazer três anos de piano na infância para que depois “fizessem o que quisessem da vida.”

Matt ainda fala sobre como Travis Barker é um exemplo, uma pessoa que malha por várias horas durante o dia, se alimenta bem, está sóbrio há anos e faz com que todos na banda pensem “se ele está fazendo isso, não posso errar uma nota”.

LEIA TAMBÉM: Blink-182 – um ranking do pior ao melhor álbum