Emogame
 

Em 2002, bandas influenciadas pelo rock alternativo, punk rock e post-hardcore tornaram-se bastante populares e foram responsáveis por uma nova onda de “emo”, estilo que nasceu com esse nome por conta da sinceridade, emoção e raiva com que seus instrumentistas tocavam no palco e acabou se tornando motivo de piada muito em função do comportamento extremo de uma base de fãs de bandas que vieram na sequência e se tornaram gigantescas.

Nomes como The Get Up Kids, Dashboard Confessional, At The Drive-In, Jimmy Eat World, Bright Eyes, Mineral, Cursive e Hot Water Music carregavam fãs fiéis aos seus shows, e eram vistos como uma espécie de “resistência” antes que o gênero fosse abraçado pelas massas e, eventualmente, desfigurado.

Pensando nisso alguns pequenos gênios criaram, há 15 anos, o Emogame, um jogo online viciante (comece a jogar para você ver) que conta com todos esses músicos aí em batalhas bizarras e divertidíssimas.

Com senso de humor apurado, o Emogame leva o jogador a lutas contra nomes como Dave Matthews, Steven Tyler e New Found Glory, além de nos mostrar por exemplo o paraíso onde mora certo “rei do emo” e contar sua explicação sobre como todo terceiro álbum de bandas emos é ruim.

Além do jogo original, ainda foram lançadas três outras versões: uma do Alkaline Trio contra o inferno, o Emogame 2 e um especial contra George W. Bush.

Se na época tudo levava longos minutos para carregar, agora o jogo é leve e rápido, e eu garanto: você vai se viciar.

Para jogar é só clicar aqui.