Dono do Coachella é acusado (mais uma vez) de doar dinheiro a instituições anti-LGBT

Uma das fundações do dono do Coachella doava dinheiro para instituições com ideais anti-LGBT

Festival de Coachella
 

Philip Anschutz, o dono da empresa organizadora do Coachella, AEG, está sendo acusado de dar dinheiro para instituições com fortes tendências anti-LGBT.

O Washington Post revelou que entre 2010 e 2013, a Anschutz Foundation doou fundos para a Alliance Defending Freedom, a Family Research Council, e a National Christian Foundation, três grupos que popularmente fazem campanhas conta os direitos LGBT. Muitas medidas presentes no site da Family Research Council são vistas como contrárias aos direitos dos gays e transgêneros, e também contrárias ao aborto.

Anschutz inicialmente justificou as acusações como mentirosas, afirmando que sua companhia imediatamente cortava os fundos de qualquer empresa que apoiasse tais medidas. No entanto, a Pitchfork descobriu que Anschutz fez doações muito recentes para esses grupos — a mais recente em Novembro de 2015.

Por fim, Cole Finegan, um advogado da firma que representa a AEG, contou à Pitchfork que as contribuições pararam depois de 2015. “Depois que nos foi explicado que havia um problema, tudo foi encerrado. Quando nós ficamos sabendo, as doações foram interrompidas”, afirmou.

 

Deslize a tela para baixo e continue lendo as notícias do TMDQA! automaticamente!

 
FonteNME
Compartilhar

Comentários