Dono do Coachella é acusado (mais uma vez) de doar dinheiro a instituições anti-LGBT

Uma das fundações do dono do Coachella doava dinheiro para instituições com ideais anti-LGBT

Festival de Coachella

Philip Anschutz, o dono da empresa organizadora do Coachella, AEG, está sendo acusado de dar dinheiro para instituições com fortes tendências anti-LGBT.

O Washington Post revelou que entre 2010 e 2013, a Anschutz Foundation doou fundos para a Alliance Defending Freedom, a Family Research Council, e a National Christian Foundation, três grupos que popularmente fazem campanhas conta os direitos LGBT. Muitas medidas presentes no site da Family Research Council são vistas como contrárias aos direitos dos gays e transgêneros, e também contrárias ao aborto.

Anschutz inicialmente justificou as acusações como mentirosas, afirmando que sua companhia imediatamente cortava os fundos de qualquer empresa que apoiasse tais medidas. No entanto, a Pitchfork descobriu que Anschutz fez doações muito recentes para esses grupos — a mais recente em Novembro de 2015.

Por fim, Cole Finegan, um advogado da firma que representa a AEG, contou à Pitchfork que as contribuições pararam depois de 2015. “Depois que nos foi explicado que havia um problema, tudo foi encerrado. Quando nós ficamos sabendo, as doações foram interrompidas”, afirmou.

FonteNME
Compartilhar

Comentários