Montenegro

Em 2016 eu tive o prazer de dividir o palco com a Muddy Brothers e com a Montenegro num evento no Coletivo Machina, no Rio de Janeiro. Não tinha ouvido o som deles até então e fiquei impressionado com a pressão sonora que saiu daqueles caras naquela noite.

Com o seu som que poderia ser descrito como um rock alternativo com letras em português, o EP dos caras pode ser conferido logo abaixo na íntegra e é sim uma das melhores coisas de 2016 para você colocar para fechar o ano.

E se você tiver a oportunidade de ir a um show da Montenegro, não pense duas vezes. Vá e me agradeça depois.

Tropicaos

O maravilhoso single “Solar”, da Tropicaos, foi o bastante para querer que esse ano acabe o quanto antes! Digo isso porque o primeiro EP do duo de Natal – RN está marcado para Janeiro de 2017.

Com produção irretocável, a Tropicaos mergulha nos sintetizadores em um som que mistura dream pop, neo-psychedelia e synthpop oitentista com arranjos certeiros e vocais que colam na cabeça.

Imperdível:

 

Cellardoor

A arte produzida pela Cellardoor ultrapassa já as barreiras dos países. Seu novo álbum está sendo composto música à música com participação de cantoras independentes de vários lugares. Até o momento, o projeto já lançou três músicas que tem como resultado final também muito da influência das próprias vocalistas.

Coloco abaixo a que considero a melhor das músicas já lançadas, em parceria com Akina McKenzie da Suíça. No entanto, basta clicar aqui para ouvir The Weight com a parceria de An Steph, da Ucrânia, e aqui para ouvir Seasons em parceria com Kathleen Payton dos EUA.

Defina

O som brutal da Defina tem a pegada necessária para fecharmos a última postagem da “Quatro bandas para se conhecer nesse fim de semana”.

Vindos de Estância Velha – RS, o som dos caras tem influências de grunge e rock alternativo, mas também uma pegada de hardcore que deixa tudo mais pesado e intenso.

O álbum mais recente da Defina, Estranho Modo de Vida, pode ser ouvido logo abaixo na íntegra!