Você já sabe que o Metallica acabou de lançar Hardwired… To Self-Destruct, um puta disco, considerado por fãs e pela crítica o melhor em pelo menos 20 anos.

Apesar da qualidade do som, sempre tem alguém que questione a colaboração do baixista da banda, Robert Trujillo, e do guitarrista solo, Kirk Hammett. Principalmente esse último, que nem sempre (quase nunca) está presente nas sessões de composição.

Um vídeo que circulou antes do lançamento do disco, aliás, mostra bem como o baterista Lars Ulrich e o vocalista James Hetfield comandam as ideias principais.

Pois bem, em uma entrevista ao canal Metal XS, Trujillo respondeu novamente essa pergunta. E foi bem aberto quanto ao assunto.

Qualquer banda tem certos momentos de tensão. Mas a nossa banda aprendeu a se comunicar melhor, e isso é importante. Eu estou com o Lars e com o James 90% do tempo, então eu sou parte da energia. Na verdade, todo mundo mora em cidades diferentes, então nem sempre é fácil. O Kirk… muitas vezes ele está no Havaí, que fica bem longe. Mas, no fim do dia, quando você ouve um solo de guitarra dele… aquilo é personalidade, é mágica. Não importa quem compôs, sempre vai ser um grande riff. Sempre me falam ‘ah, não tem muitas ideias vindas do Kirk’, mas o fato é que o espírito dele está sempre lá.

A entrevista

Tudo isso foi capturado em vídeo, em uma entrevista bem bacana com 18 minutos de duração. Robert Trujillo também fala sobre a colaboração de Greg Fidelman, o produtor do Metallica, a recepção do público e outros assuntos.

Tá em inglês, mas a gente recomenda muito. Assista: