Jim Root
 

Ser um membro do Slipknot não é fácil. E não apenas no sentido musical da coisa, mas também no físico.

O DJ Sid Wilson quebrou seu pé algumas vezes, o vocalista Corey Taylor teve que fazer uma cirurgia de emergência e agora o guitarrista Jim Root teve seu punhado de problemas.

Em uma entrevista para o podcast The Jasta Show, o guitarrista contou que estava sentindo dores em sua escápula (osso localizado na parte superior do tórax) por quase três meses quando decidiu ir ao médico. Preocupado com a dor que não ia embora, ele foi direto fazer exames e recebeu a notícia de que uma cirurgia era necessária, já que seu problema foi muito parecido com o do vocalista de sua banda.

Root contou que avisou ao médico que não queria fazer a cirurgia por conta da turnê, mas o procedimento não podia esperar.

“Você precisa fazer, porque você tem dois discos ruins em seu pescoço. Nós precisamos substituir as vértebras C5 até C7. Está causando lesão no nervo e quanto mais você deixar, mais a lesão pode se tornar permanente”, disse o médico para o guitarrista.

Quando se lembrou do que aconteceu com Tom Araya, do Slayer – que teve o mesmo problema e agora não consegue mais fazer headbang –, Root ficou com medo e entrou na faca.

Depois de 17 anos tocando guitarra de um certo jeito, é difícil não tocar mais assim. Então depois dessa turnê, eu precisei repensar o jeito que eu me mexo no palco, mas espero que eu chegue ao ponto de conseguir fazer isso de novo.

Mesmo após meses da cirurgia, Jim diz que ainda sente dores consideradas normais, pois seus nervos ainda estão inchados, mas que está se sentindo 90% bem agora.

Você pode ouvir ao podcast na íntegra (em inglês) aqui:

LEIA TAMBÉM: Membros do Slipknot começarão a trabalhar em novo álbum

       
 
Compartilhar