Um dos movimentos musicais mais icônicos da história é o grunge, e ainda há quem não conheça o responsável pelo início dessa era. Pois Chris Cornell resolveu dar os devidos créditos.

O frontman do Soundgarden, uma das principais bandas da cena, falou um pouco sobre a importância da gravadora independente Sub Pop, que iniciou de fato o grunge de Seattle como conhecemos.

Segundo o cara, foi só quando o selo resolveu unir as bandas da região que faziam um som parecido – como o próprio Soundgarden, Mudhoney, Mother Love Bone, Green River e Nirvana – que o movimento ganhou nome e uma identidade.

Leia um trecho da entrevista a Full Metal Jackie:

Tínhamos muitas conversas desse tipo, antes de muitas outras bandas de Seattle existirem. Algumas pessoas estavam lá em diferentes encarnações, mas nós éramos uma espécie de banda onde você ouvia esse sussurro de: ‘uau, você poderia fazer exatamente o que você faz, mas em arenas. Isso poderia funcionar em nível comercial.’ […] Nós ainda continuamos a fazer discos indie quando tínhamos ofertas de grandes marcas na mesa. Ouvimos que éramos estúpidos por não assinar, e rejeitamos, dissemos que temos nosso próprio público, não precisamos disso. Portanto, para nós, eu sinto que houveram pessoas suficientes nos dizendo que era possível, e talvez fosse.

Mas não foi até a Sub Pop ter essa visão de trazer um monte dessas bandas juntas, e enquanto selo musical, dar [a esse movimento] uma identidade e um nome, e foi aí que senti que [o grunge] poderia ser uma cena que poderíamos fazer isso.

Então eu percebi que há ainda muito mais poder quando você comercializa uma cena como sendo geográfica. Portanto, não é apenas uma etiqueta com um nome e um logotipo fácill, é também um lugar, e é um lugar que nunca havia sido identificado com várias bandas antes.

Foi quase uma espécie de mini invasão britânica acontecendo, e foi quando eu soube que estávamos realmente fazendo parte de algo, e parte de algo que mudaria a música. Nós já estávamos meio que mudando um pouco, mas como um coletivo, então houve uma noção de que apenas aconteceu de um dia para o outro.

Chris Cornell no Brasil

O cantor está trazendo um pouquinho desta cena maravilhosa que é o grunge ao Brasil, com sua turnê solo para o álbum Higher Truth (2015). Cornell já passou pelo Rio de Janeiro e Curitiba, e neste domingo (11) toca no Citibank Hall em São Paulo.

Listamos aqui cinco motivos para você não perder esse show!