mastodon
 

O Mastodon já está há alguns meses em estúdio finalizando seu sétimo disco, mas por enquanto o grupo não deu muitas informações concretas sobre o trabalho.

Porém, em uma entrevista para a Loudwire, o baterista Brann Dailor comentou sobre um dos temas centrais do disco: o câncer.

Desde o lançamento do ótimo álbum Once More ‘Round The Sun, em 2014, o câncer tomou a vida da mãe do guitarrista Bell Kelliher, e o próprio Dailor disse que sua mãe também não está muito bem. Por isso, o integrante afirmou que seria basicamente inevitável que a doença fosse um dos principais temas do disco.

Sobre como as novas músicas estão conectadas, o músico disse:

Existe uma conexão, um conceito entre elas. Os últimos anos não foram muito… alguns familiares de membros da banda estão doentes, boa parte com câncer.

Então todo o álbum é sobre câncer, basicamente. Bem, não literalmente. É uma grande história meio que entrelaçada com isso. Se passa em um deserto.

Isso nos deixou mais próximos em termos de composição, porque quando alguém está lutando contra o câncer… a mãe do Bill estava passando por isso e ele estava muito longe dela, então não tem muito o que você pode fazer. E a minha mãe também esteve doente e estando longe dela não tinha muito o que eu podia fazer. Tipo, nós sabíamos que já tínhamos terminado de escrever de qualquer jeito mas precisávamos de algo para nos ocupar durante algumas horas do dia, porque ao contrário nós estaríamos só sentados aqui nos preocupando com uma situação sobre a qual você não tem muito controle.

Infelizmente, a mãe do Bill faleceu alguns meses atrás, a sua doença veio rapidamente, ela tinha um tumor no cérebro e não durou mais de oito ou nove meses.

Para nós, isso sempre acaba em música de alguma forma, em termos de uma canção ou ver o que conseguimos fazer com isso. Se nós conseguíssemos transformar isso em algo lindo então isso é bom, uma coisa boa.

Uma boa maneira de homenagear as pessoas é pela sua arte. Nós íamos para o porão do Bill, nós tínhamos um pequeno estúdio lá onde nós só tocaríamos qualquer coisa, víamos o que a gente gostava e ia partindo dali, e alguns meses depois nós tínhamos quinze grandes ideias para músicas que acabaram virando dez grandes faixas.

O músico também confirmou que, apesar da banda ter inicialmente falado sobre fazer um álbum duplo, o resultado final acabou tendo menos de uma hora.

O próximo álbum da banda deve ser lançado em 2017.

   
 
Compartilhar