Irenne, Morenas Azuis , Rec On Mute, Pitu

1IRENNE

Cheia de influencias do bom rock alternativo dos anos 1990 destiladas em muita criatividade e competência, a Irenne vem trabalhando desde 2012 em um sublime material autoral.

É muito comum sentir nostalgia quando se ouve “Ibli’s Bond” com seus violões que quase remetem a um grunge, e com as linhas vocais extremamente bem executadas por Letícia Scandiani. Aqui há claros momentos em que bandas como Stone Temple Pilots, Alice In Chains e Smashing Pumpkins são citadas de maneira indireta. E toda essa bagagem musical é construída, acima de tudo, com o desenvolvimento autoral da própria banda, que soa como ela mesma, fator importantíssimo nos dias de hoje.

Irenne tem alma própria e a usa para visitar a sonoridade de vinte anos atrás, trazendo isso para o século XXI com tamanha perfeição que até o estilo de sua mixagem nos mostra de onde eles vieram.



 

2MORENAS AZUIS

Os catarinenses da Morenas Azuis fazem um som que empolga qualquer um. Sonoridade redonda, bons vocais, letras legais e muita influência de punk rock e algumas pitadas de Ska.

O power trio envolve rapidamente qualquer um com o seu som direto cheio de overdrives!

Assista logo abaixo ao seu mais recente clipe e não deixe de ver os outros dois mais antigos que estão em seu canal do Youtube!

 

3REC ON MUTE

Shoegaze com fortes influencias de Sonic Youth, Explosions in The Sky e Mogwai. Essa é uma frase curta que tenta definir o som da Rec On Mute, simplesmente um mergulho em uma sonoridade experimental e empolgante que não pode ser traduzida em palavras.

A banda de Jaraguá do Sul, SC, está lançando o seu segundo EP pelo selo Aquagreen Records e ele pode ser ouvido na íntegra logo abaixo:

 

4PITU

Depois de anos tocando na noite paulistana como intérprete, Pitu resolveu se lançar na composição de seu trabalho solo. Com uma mistura de rock, soul, pop e também com influências de percussão brasileira e muito de folk, o álbum O tempo das coisas traz ainda ótimas letras que guiam todas as suas bonitas melodias.

Ouça o disco completo a seguir: