Tame Impala no Primavera Sound, em Barcelona
Foto via Shutterstock

Foto do Tame Impala via Shutterstock

De 2010 pra cá, desde que lançou seu primeiro disco, Kevin Parker levou o Tame Impala ao posto de uma das bandas mais concorridas do novo rock and roll.

No ano passado, quando lançou Currents, ele não apenas manteve o hype do seu projeto como também alcançou o mundo da música pop e acabou se envolvendo em projetos como Joanne, novo disco da Lady Gaga.

Parece que esse turbilhão de trabalhos está cobrando um preço do músico australiano e em nova entrevista, Parker disse que o Tame Impala vai dar um tempo em 2017:

Eu realmente não sei como será o sentimento porque no passado os ciclos de álbuns não acabaram com um grande final, ou nem mesmo acabaram em uma certa data. Eles só foram desaparecendo gradualmente. Mas dessa vez há um ponto final.

Eu ficou feliz que o final da turnê aconteça em Laneway [festival que acontece na Austrália e Nova Zelândia]. Haverá lágrimas e comemorações, e as emoções estarão à flor da pele. Eu acho que será bem esquisito, mas com um sentimento de conquista.

LEIA: Alguém sincronizou Tame Impala com 2001 – Uma Odisseia no Espaço e ficou foda

 
FonteNME
Compartilhar