“Lemmy não morreu”, é o que quer provar uma nova teoria illuminati

Conspiração diz ainda que os Hollywood Vampires ajudaram a selar o pacto com o diabo

Lemmy Kilmister
 
 
 
 
 

Ninguém quer acreditar, eu sei disso. A gente também gostaria que a lenda do rock n’ roll estivesse por aí, arrastando seu baixo pelos palcos e bebendo whisky no Rainbow Bar.

Mas não, conspiradores illuminati, infelizmente não é o caso.

Uma “fonte secreta” do tabloide britânico Daily Star (que já não é muito confiável) disse que Lemmy Kilmister, ex-frontman do Motörhead, vendeu sua alma ao diabo. Sim, aquela velha história do rock, mas agora um pouco mais viajante:

Lemmy fez um pacto. Ele vendeu sua alma ao diabo para alcançar fama e fortuna. Eu não estou tentando dizer que ele não tinha habilidades ou talentos pra isso. Mas esse jogo é duro, você tem que comprometer a sua alma pra se tornar uma grande celebridade. Aí eles morrem, mas não morrem realmente. Eles vão para o reino dos céus.

É… E o observador illuminati do jornal vai mais longe. Diz que a homenagem feita a Lemmy pelo Hollywood Vampires no Grammy Awards deste ano foi a “celebração final” do pacto:

A música mais famosa do Motörhead, Ace of Spades, diz na letra: ‘jogando pelo homem de cima/dançando com o diabo/indo com a corrente/é tudo um jogo pra mim’. E isso sugere que Lemmy estava no ramo musical apenas para jogar o jogo do diabo. E nós assistimos a esse ritual satânico na cerimônia do Grammy, quando o Hollywood Vampires fez o tributo. Naquele momento, Lemmy cumpriu seu contrato.

Desculpem, fãs de Motörhead. Essa é a notícia.

Notícia boa

Metallica e Motörhead

Calma, tem notícia boa também. Se você ainda não viu, saiba que o Mettalica vai prestar uma homenagem à lenda do chapéu de cowboy em seu novo disco! A faixa “Murder One” fará referências a várias canções do Motörhead. Leia mais sobre isso aqui.