Aerosmith em São Paulo
 

Fotos por Renato Canalto/UOL e Eduardo Nogueira

Na noite do último sábado (15), os caras do Aerosmith fizeram sua apresentação em São Paulo, sendo a segunda no Allianz Parque – a primeira foi em 2010, quando o estádio ainda era conhecido como Palestra Itália. Com um público de aproximadamente 45 mil pessoas, Steven TylerJoe Perry e cia fizeram um show estrondoso, mostrando que o tempo só lhes fizeram bem.

Poucos minutos após às 21:00, horário marcado do show, o grupo entrou no palco ao som do clássico “Draw The Line”, música que leva o mesmo nome do álbum lançado em 1977.  Obviamente que todos ali presente entraram em delírio, principalmente pelo fato de que a canção não era tocada por eles desde Agosto de 2015.

Na segunda música da noite, “Love In An Elevator”, a banda já estava totalmente entrosada com todos ali presentes. Porém foi na canção seguinte, a faixa “Cryin'”, que a plateia fez o tão esperado barulho, cantando junto com os caras o refrão. Nesse momento, o Allianz Parque foi domado então por uma grandiosa iluminação, à base de celulares.

Em “Crazy”, um dos maiores hits do Aerosmith, as coisas não foram diferentes. Inclusive, na hora em que a mesma foi tocada, houve a impressão de que o coral do público foi bem maior. Apesar disso, a recordista mesmo de interação foi sem dúvidas “I Don’t Wanna Miss A Thing”, em que praticamente 100% dos ali presentes cantavam emocionados junto com Steven Tyler e sua trupe.

#Aerosmith e seu mega hit “Crazy” rolando aqui no show de #SaoPaulo

Um vídeo publicado por Tenho Mais Discos Que Amigos! (@tmdqa) em

Ao chegar em “Dude (Looks Like A Lady)”, todos ali presente estavam contagiados pela incrível energia que a mesma possui. O mesmo podemos dizer de “Pink”, um dos maiores sucessos extraído do álbum Nine Lives, de 1997.

Como de costume nas últimas apresentações, os covers também marcaram vez. O primeiro deles foi “Stop Messin’ Around”, do Fleetwood Mac. Nele foi a vez de Perry assumir os vocais, com Steven circulando pelo palco enquanto o parceiro cantava. Após “I Don’t Wanna Miss A Thing”, foi a vez de “Come Together”, dos Beatles, ser cantada.

Após “Walk this Way” houve uma pausa de aproximadamente dez minutos, que serviram para os integrantes fazerem uma rápida troca de roupa. Nesse meio tempo um piano foi colocado no meio do palco, e o show se encaminhou para o fim, com as faixas de encerramento. Dito e feito, Steven Tyler subiu encapuzado e começou a tocar as introduções de “Home Tonight” “You See Me Crying”, seguidas da brilhante “Dream On”.

Essa com certeza foi a melhor performance da noite, com Steven cantando no piano, e Joe Perry então subindo em cima do instrumento, com direito a fumaças, vento e tudo mais que se possa imaginar. Esse foi o momento em que definitivamente o público foi à loucura, e com certeza arrepiou a todos ali.

O desfecho, como de costume ficou por conta de “Sweet Emotion”, com direito a chuva de papel no final. Depois disso Steven agradeceu a presença de todos, e apresentou todos os integrantes.

Por ora esse foi o último show do Aerosmith em São Paulo, já que ano que vem eles voltam ao Brasil para o Rock In Rio, e quem sabe numa dessas eles não estendam o trajeto para a capital paulista, para então uma despedida definitiva. Independente disso acontecer ou não, a banda continua em boa forma, com mais de 40 anos de estrada cheios de altos e baixos. Antes deles voltarem ao Brasil no ano que vem, a banda fará ainda uma apresentação em Recife no dia 21.

Setlist – Aerosmith em São Paulo

  1. “Draw the Line”
  2. “Love in an Elevator”
  3. “Cryin'”
  4. “Eat the Rich”
  5. “Crazy”
  6. “Kings and Queens”
  7. “Livin’ on the Edge”
  8. “Rats in the Cellar”
  9. “Dude (Looks Like a Lady)”
  10. “Monkey on My Back”
  11. “Pink”
  12. “Rag Doll”
  13. “Stop Messin’ Around” (Fletwood Mac cover)
  14. “Chip Away the Stoness”
  15. “I Don’t Wanna Miss A Thing” (Com intro de “What It Takes”)
  16. “Come Together” (Beatles cover)
  17. “Walk This Way”
    Encore:
  18. “Dream On” (Com intro no piano de “Mia” e “You See Me Crying”)
  19. “Sweet Emotion”