Lily Allen no campo de refugiados de Calais
 

Em busca de inspiração para as letras de seu próximo disco, Lily Allen foi voluntária por um dia em um campo para refugiados no norte da França.

Segundo a cantora, ela precisava conhecer de perto certas questões para conseguir falar abertamente sobre elas. E o canal de televisão britânico BBC acompanhou de perto essa experiência.

No vídeo de quase 10 minutos, uma equipe da emissora segue a cantora pelo campo na cidade de Calais conhecido como “Jungle”. Estima-se que 6 mil pessoas vivam naquelas tendas, que devem ser destruídas pelo governo francês até o fim do ano.

Os refugiados de lá constantemente tentam entrar de forma ilegal no Reino Unido, onde Lily Allen nasceu, e são fortemente reprimidos.

“Desculpe o Reino Unido”

Durante uma conversa com um garoto afegão, a cantora não se segura, cai em lágrimas e pede desculpas em nome de seu país.

Depois da visita, Lily Allen conclui que a situação é desesperadora.

Eu estou chocada que isso está acontecendo tão perto de mim. Algo tem que ser feito… isso é desumano. Eu sou mãe, tenho duas garotinhas, e se algo acontecesse comigo e com o pai delas, elas não teriam pra onde ir. Eu espero que outras partes do mundo ajudem mais.

Nazistas

lily-allen-nazi-tweetApós o vídeo ir ao ar, pessoas criticaram Lily Allen por ter pedido desculpas em nome do país.

Ao responder a um desses críticos, a cantora disse que “seus netos irão pedir desculpas por você e por seu ódio daqui a alguns anos. Exatamente como os alemães fazem pelos nazistas.”

Assista ao vídeo completo abaixo.