Lars Ulrich no programa de James Corden
 

Foto de Lars Ulrich via Shutterstock

08 de Novembro de 2016 será uma data importantíssima para os Estados Unidos: nesse dia os eleitores do país irão decidir se querem Donald Trump ou Hillary Clinton no posto de Presidente da Nação.

Quem parece já estar fazendo planos para o futuro a partir do resultado das eleições é Lars Ulrich, baterista do Metallica.

Em entrevista ao veículo dinamarquês Ekstra Bladet, o músico disse que cogita voltar para seu país de origem caso Donald Trump seja eleito:

Sim, às vezes eu penso em voltar para a Dinamarca. Eu vou ficar com meu passaporte dinamarquês perto de mim. Se o Trump se tornar presidente e tudo virar uma merda, talvez eu vá até o aeroporto e pergunte se posso voltar à minha terra novamente.

Lars, que mora nos Estados Unidos desde 1980, disse que é cidadão 100% dinamarquês, e que nunca pediu cidadania do país da América do Norte.

Ele ressaltou que paga seus impostos por lá, mas não pode votar.

The White Stripes

Donald Trump parece ser consenso quanto ao desgosto dos músicos.

Ontem mesmo publicamos aqui que, pela primeira vez em um bom tempo, Jack White e Meg White se “reuniram” para protestar contra o uso indevido de um clássico do The White Stripes.