Atomic Winter
 

Tanto a letra quanto o vídeo da faixa “Concrete Squall” têm um um objetivo em comum: motivar e fortalecer a luta dos brasileiros em prol de seus direitos.

Baseado inicialmente nas manifestações de 2013, o videoclipe que está sendo lançado hoje com exclusividade pelo TMDQA! mostra imagens feitas em colaboração com o coletivo Mídia Ninja mescladas a takes da banda em estúdio.

A faixa faz parte do álbum recém-lançado Tsunami Survivor , que apresenta outras 8 músicas carregadas com bastante peso e velocidade. As nove faixas demonstram uma grande evolução no som da banda, sendo um sucessor que supera as expectativas em relação ao primeiro disco que o grupo lançou, Snowmelt.

Confira na íntegra o manifesto do grupo em relação ao lançamento:

Concrete Squall relembra uma história que se repete, tendo as manifestações de Julho de 2013 como inspiração, música e clipe homenageiam e incitam brasileiros a seguirem se erguendo por seus direitos.

Em Julho de 2013 os brasileiros parecem despertar em definitivo de um sono que havia durado quase três décadas para ir às ruas reclamar direitos que lhes estavam sendo tomados. O que começou pequeno e chegou a ser objeto de chacota de agentes da manipulação operada por determinados setores da mídia tomou forma como uma verdadeira bola de neve e varreu as ruas.

Independente das conquistas concretas daqueles movimentos, estava estabelecido que os brasileiros não mais aceitariam calados tudo que lhes fosse empurrado goela abaixo pela política mesquinha que se torna patente no País.

Quase três anos depois, enquanto o clipe era produzido, o País assistia novamente seus direitos sendo violados e os versos que antes homenageavam os fatos de 2013 passaram a fazer o mesmo com 2016 e a provocar quem ainda estava parado. Nesse meio tempo pipocaram também oportunistas e charlatões da política pão e circo que tentam se valer dos símbolos que os manifestantes estabeleceram com sua ousadia para autopromoção de ideário tacanho disfarçado de progressista.

Mesmo em uma era de avanços sociais, discursos abomináveis de ódio e preconceito se valeram a coragem do povo para embotar mentes e se propagar. Assim, Concrete Squall é mais do que uma ode aos movimentos que renasceram em Julho de 2013 e novamente ganham força em 2016, mas uma provocação.

Que todo aquele que se sentir violado pelo poder levante sua voz por dias melhores. Assim, a música e, especialmente o clipe, são a contribuição do hardcore goiano na busca por manter viva a percepção de que o povo é quem escolhe seus líderes e que esses eleitos precisam de mais do que retórica fajuta e ufanismo obsoleto para se sustentar no poder. A exemplo de décadas atrás, estão todos novamente acordados e artimanhas e golpes, jogadores e golpistas não serão aceitos.

Assista: