Limp Bizkit - Break Stuff

Em Junho de 1999 o Limp Bizkit lançou o seu segundo disco de estúdio, Significant Other, e explodiu no mundo todo com a sua mistura bastante particular de rock e hip hop.

No álbum estão hits como “Nookie”, “Re-Arranged” e “Break Stuff”, lançada como single apenas em 2000 e responsável por catapultar o grupo de Fred Durst, Wes Borland e companhia ao posto de um dos nomes mais conhecidos do planeta.

Para divulgar o trabalho, a banda resolveu gravar um clipe oficial e o vídeo para “Break Stuff” é bem emblemático para explicar um pouco a época em termos de música, comportamento e cultura jovem.

Primeiro, a banda apostou no que mais uma dezena de outros artistas fizeram no período: clipe com filtro de cor na imagem e cenas da banda tocando ao vivo para centenas de fãs em êxtase.

Combinar performances ao vivo com cenas de estúdio era bem comum na época e sem ir muito longe temos vídeos de bandas como Papa Roach (“Last Resort”) e System Of A Down (“Chop Suey”) na mesma pegada.

Outras cenas clássicas aparecem com jovens e seus skates e muito disso se deve ao fato de que os X Games, criados em 1995, cresciam a cada ano e os chamados “esportes radicais” eram transmitidos à exaustão, se popularizando mundo afora.

Na música, temos participações também muito significativas, como ícones do rap e hip hop que a gente não costuma ver juntos em vídeos de outros artistas por aí: os parceiros Dr. Dre e Eminem (e sua filha) e o polêmico Snoop Dogg estão todos no clipe de “Break Stuff”.

Quem também aparece é Jonathan Davis, do KoRn, outro pilar do chamado nu metal na época, que encena uma briga pra lá de fajuta com o amigo Fred Durst, com quem dividiu turnês e parcerias.

Fred Durst, aliás, fica naturalmente em evidência no clipe por ser o vocalista mas também mostra que dita moda já que o seu boné de baseball é visto em vários momentos, em um reflexo do que realmente acontecia por aí com os fãs da banda e o novo “estilo jovem” entre o público de rock, skatistas, amantes do BMX e mais.

Há também outras participações “de época”, como dos atores Pauly Shore e Seth Green, o filho do ícone do skate Tony Hawk, Riley Hawk, e o comediante Richard Lewis.

Por último, mas não menos importante, vale lembrar que a Internet como nós conhecemos hoje ainda era um sonho distante, e em 2000 a MTV tinha papel fundamental para divulgar as bandas e seus trabalhos. Em tempos onde o rock dividia espaço lado a lado com o pop (acredite!), o canal era uma plataforma assistida e seguida por quem queria conhecer novos sons.

Dessa forma, um clipe oficial era parte importantíssima nos planos de divulgação das gravadoras e quanto mais convidados especiais e mais aspectos visuais da carreira você pudesse mostrar, melhor.