Perry Farrell diz que não há amizade no Jane’s Addiction, mas o dinheiro compensa

Frontman também disse que houve época em que eles se odiavam

 

É um pouco estranho saber que um cara como Perry Farrell, o excêntrico criador do festival Lollapalooza e frontman do Jane’s Addiction, sofre com a falta de amigos. Ainda mais estranho é ouvir que nem com sua própria banda ele se dá bem.

Mas foi isso mesmo que o cara revelou durante uma entrevista para a Hard Drive Radio, onde também contou um pouco sobre a origem do grupo. De acordo com Farrell, ainda houve uma época onde os caras se odiavam, dá pra acreditar? Leia:

Eu estava conversando com o meu amigo David [Bryan] na noite passada, que toca teclado no Bon Jovi, e nós estávamos falando sobre a dinâmica de uma banda. Eu falei, ‘eu não posso dizer que a minha banda e eu somos amigos.’ Houve um tempo em que não nos gostávamos pra valer, mas eu diria que eu amo tanto estar no Jane’s Addiction que isso substitui qualquer tipo de problema que eu poderia ver neles, e eles em mim. […] Eu sou muito amado por causa da música que eu fiz. Nós todos queremos amor, e todos nós queremos dinheiro também, e eu fiz muito dinheiro.

Já sobre seu círculo social, o vocalista revelou que sua melhor e talvez única amiga é sua esposa, Etty Lau Farrell, e que fica um pouco triste de não ter mais amigos em sua vida. Ouça a entrevista abaixo, em inglês

O último trabalho de Perry Farrell com o Jane’s Addiction foi The Great Escape Artist (2011), e banda segue em turnê pelos Estados Unidos em 2016.

 
 

Comentários