Justin Timberlake, a apropriação cultural e a resposta de Vic Mensa

Cantor foi muito criticado após resposta "torta" no Twitter e ouviu poucas e boas de jovem rapper

Justin Timberlake em 2016
Foto via Shutterstock
 

Justin Timberlake, astro pop que tem o R&B e até um pouco de hip hop em suas influências musicais, foi acusado de apropriar-se da cultura negra após parabenizar Jesse Williams pelo discurso no BET Awards, que falou muito justamente sobre a questão da apropriação cultural.

Um usuário, então, cutucou o cantor: “Então isso quer dizer que você vai parar de se apropriar de nossa música e nossa cultura? E também pedir desculpas à Janet [Jackson. Pelo incidente no SuperBowl de 2004, onde expôs o seio da cantora].”

E Justin respondeu (mas apagou o tweet): “Ó, doce alma. Quanto mais você perceber que somos iguais, mais podemos ter uma conversa. Tchau.” Em seguida, o cantor pediu desculpas:

Fui mal interpretado. Respondi a um tweet específico que não era pra ser uma resposta geral. Eu não deveria ter respondido de qualquer maneira… Eu esqueço de como é este lugar às vezes… Fiquei muito inspirado pelo discurso do Jesse Williams porque realmente sinto que somos todos iguais… Uma raça humana. Peço desculpas a todos que se sentiram ofendidos. Não sinto além de AMOR POR VOCÊS E POR TODOS NÓS. –JT

Sobre este episódio, o jovem rapper Vic Mensa deu sua opinião no programa The Nightly Show With Larry Wilmore:

Nosso problema é que o Justin Timberlake está definitivamente beneficiando-se de usar a cultura negra para a sua música, suas coreografias e seus dançarinos. Mas se você pegar o Twitter dele pelos últimos dois anos, coisa que eu fiz, você não vê nenhum apoio ao povo negro quando há uma dificuldade, uma batalha. Com tudo o que está acontecendo, e todos sendo mortos pela polícia em frente às câmeras nos últimos anos, não há um #BlackLivesMatter sequer. um “reze por Baltimore” ou “reze por Flint”, sabe, porque é um assunto perigoso para ele. Ele usa em benefício próprio, mas ignora quando pode ser perigoso.

E terminou o discurso dizendo: “Fique na sua até mostrar que se importa. Não fale nada, a menos que mostre que se importa.”

Mais tarde, pelo Twitter, Mensa disse que não quis criticar Timberlake, e “estava apenas dando uma luz sobre a ideia da apropriação cultural.”

Justin Timberlake

Justin Timberlake recentemente lançou o videoclipe para a inédita “Can’t Stop the Feeling”, trilha sonora da animação Trolls. Assista aqui.

     
 

Comentários