Death Grips
Foto: Divulgação

Nunca é tarde para descobrir música boa e hoje, em nossa lista mensal, trazemos nomes que estão na estrada há pouco tempo e outros que já têm quase 20 anos de carreira.

De qualquer forma, são grupos com trabalhos recentes, novos discos e que merecem a sua atenção, pois podem se tornar dos seus favoritos.

Divirta-se!

 

1Whitney

Uma das grandes revelações de 2016 até agora, o Whitney surgiu do término da banda Smith Westerns, sendo formada pelo guitarrista Max Kakacek e o baterista Julian Ehrlich. O grupo acaba de lançar seu primeiro disco de estúdio, o excelente Light Upon The Lake, misturando indie rock com fortes elementos de alt-country e soul music.

Uma banda do estilo do Whitney tinha tudo para ser mais uma alternativa genérica do indie como várias outras por aí, mas a capacidade de Max e Julian de manter os sons interessantes e bem diferentes entre si faz esse disco ser automaticamente um dos melhores do ano. Confira por si mesmo!

 

2The Radio Dept.

O Radio Dept. é uma banda sueca de dream pop criada em 1995. Além do dream e indie pop recorrente, o som dos caras apresenta também fortes influências no shoegaze.

Apesar de uma grande carreira, o grupo só gravou três discos de estúdio: Lesser Matters (2003), Pet Grief (2006) e Clinging To A Scheme, de 2010. Muitos especulam que o grupo só não grava mais álbuns por causa de seu contrato com a Labrador Records, sua gravadora.

Infelizmente, como muitas bandas novas acabam fazendo, os caras assinaram contratos surreais onde dão às gravadoras muito mais autonomia do que deveriam, perdendo quase que completamente os direitos sobre suas músicas. Mas enquanto a situação não se resolve, o trio resolveu ressurgir ano passado com algumas novas faixas, dentre elas a ótima “This Repeated Sodomy”.

Vale muito a pena esperar para saber o que o Radio Dept. planeja fazer em breve. Enquanto isso, Clinging to a Scheme e Lesser Matters são dois ótimos trabalhos feitos pelo trio, com várias canções cativantes que falam sobre vários temas altamente pessoais.

 

3Leftöver Crack

A banda de Nova York já está na ativa desde 1998, mas tem apenas três discos em seu currículo, todos lançados entre longos períodos.

Misturando punk, ska, hardcore e principalmente alternando momentos catastróficos com belas melodias, a banda passa mensagens sobre suas causas de maneira sempre clara e direta, com letras contra o sistema, a polícia e referências a drogas.

O último disco da banda, Constructs Of The State, foi lançado no ano passado e entrou em nossa lista com os melhores discos internacionais de 2015.

 

4Citizen

Citizen é uma banda dos Estados Unidos formada em 2009 que rapidamente se tornou um dos nomes mais importantes do chamado emo revival.

Com uma abordagem bastante própria para o estilo, o grupo lançou um bom disco de estreia em 2013 com Youth e voltou no ano passado com Everybody Is Going To Heaven.

 

5Death Grips

Death Grips é uma das bandas mais interessantes a surgir nos últimos anos. Conhecidos por fazer um hip-hop experimental extremamente agressivo e “paranoico”, o grupo alcançou os olhares dos grandes sites de música ao lançar seu primeiro álbum de estúdio, The Money Store.

Após uma série de discos consistentes e inovadores dentro do cenário experimental, o quinto lançamento do grupo, Bottomless Pit, saiu em 6 de Maio.

 

5 bandas internacionais

Pity Sex

Leia as edições anteriores do especial “5 bandas internacionais”: